PUB

af banner jornal rede regional 600x108px

PUB

chamusca ascensao

PUB

banner comerciolocal

Apesar de ter contado com menos voluntários que na edição de 2010, o “Limpar Portugal” de sábado, 24 de Março, tentou ter uma maior visibilidade junto da população ao privilegiar os meios urbanos e a limpeza das bermas das estradas.

“Foi uma forma propositada de provocar as pessoas e mostrar-lhes que esta questão dos lixos é um problema que afecta todos”, disse à Rede Regional o coordenador distrital da iniciativa, Mário Júlio Reis, para quem o balanço “só pode ser positivo, uma vez que o grande objectivo é despertar consciências”.

Os números finais da iniciativa vão ser conhecidos ao longo da semana, quando os aterros começarem a divulgar as toneladas de lixo que as viaturas do “Limpar Portugal” entregaram em cada um deles.

Além disso, “há lixos já separados e prontos a carregar que não foi possível levar para os aterros no dia da iniciativa”, explicou Mário Júlio Reis. O responsável também não dispõe ainda do número de voluntários no distrito que participaram neste desafio, mas confirma que foram bem menos que na última edição do “Limpar Portugal”, há dois anos. 

“Eu arriscaria em menos um terço, mas faltam recolher os números definitivos juntos dos coordenadores de cada concelho", afirmou.

No seu município, o Cartaxo, esta iniciativa mobilizou cerca de 130 voluntários que colocaram em marcha acções de limpeza em quatro das oito freguesias do concelho: Cartaxo, Vila Chã de Ourique, Lapa e Vale da Pinta.


Mais de 500 crianças e jovens devidamente trajados à época passearam pelas ruas do Cartaxo num desfile medieval que visou assinalar os 700 anos desde que D. Dinis concedeu ao então “lugar do Cartaxo” a sua carta de foral.

Organizada pelo agrupamento escolar Marcelino Mesquita, esta iniciativa levou alunos, professores e pais às praças e principais artérias da cidade, com a dramatização de alguns dos momentos mais emblemáticos da entrega da carta de foral.

O espaço em frente aos paços do concelho foi palco de uma viagem no tempo à Idade Média, com animação musical, dança, jogos medievais e um mercado de venda de doces conventuais e licores.

Jorge Tavares, director do agrupamento Marcelino Mesquita, sublinhou a grande adesão à iniciativa, tanto a nível dos muitos figurantes como da população que assistiu ao evento.

“Foi uma excelente forma de transmitir às crianças os aspectos do passado, em especial de um momento alto da história do concelho, como a atribuição da carta de foral”, destacou o presidente da autarquia, Paulo Varanda, que também se vestiu à época.

O Cartaxo vai voltar a regressar ao passado nos próximos dias 11 e 12 de Maio, altura em que o agrupamento Marcelino Mesquita realiza a sua segunda feira medieval na Escola 2,3 José Tagarro.

A PSP de Santarém deteve um homem de 53 anos de idade, por conduzir com carta de condução caducada há mais de 3 anos, sem seguro, sem inspecção periódica e com as matrículas falsas, pertencentes a uma viatura de marca e modelo diferente.

Para compor ainda mais o leque de infracções, a PSP detectou que a viatura foi interveniente em vários abastecimentos de combustível, seguidas de fuga, sem efetuar o pagamento correspondente, nas cidades de Santarém, Cartaxo e Torres Novas.

Ao ser passada busca à referida viatura, foram ainda encontrados vários objetos suspeitos de serem utilizados na prática de furtos, designadamente, um martelo, um par de luvas e chaves.

O suspeito vai ser presente a tribunal para julgamento em processo sumário.

Com esta detenção, a PSP espera que vários outros processos relacionados com furto de combustível, entre outros, possam vir a ser concluídos e encaminhados para os respetivos tribunais.

Mais artigos...

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

ipsantarem mestrados

PUB

aguas ribatejo alpiarca

PUB

almeirim sopapedra

Quem está Online?

Temos 816 visitantes e 0 membros em linha