PUB

chamusca banner comercio

PUB

banner comerciolocal

O grupo de amantes das vespas do Cartaxo, os VesPipas, está a organizar um passeio de vespas que se irá realizar no dia 15 de abril, domingo.

O passeio vai percorrer algumas das zonas mais bonitas do concelho do Cartaxo e inclui almoço. Quem estiver interessado em mais informações ou em efetuar a pré-inscrição, pode fazê-lo até 30 de Março através do email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., e dos telemóveis 934 174 999 / 919 490 611 / 960 238 118.

No final do passeio será rifada uma bonita Vespa PK 50 XLS

A PSP capturou um gang de sete elementos suspeito de ter assaltado as ourivesarias do W Shopping de Santarém e do TorresShopping, em Torres Novas.

Os indivíduos, todos de nacionalidade romena com idades entre os 19 e os 30 anos, foram detidos em flagrante na sexta-feira, dia 24, quando se preparavam para cometer mais um crime no Dolce Vita de Vila Real.

O “gang das ferramentas”, assim conhecido por usar marretas e machados para destruir portas em centros comerciais e residências particulares, já andava a ser investigado pela polícia de investigação criminal e acabou por ser surpreendido por uma operação montada pela PSP de Vila Real.

Por volta das 5h30 da madrugada, estacionaram dois carros furtados na zona de Setúbal junto à entrada principal do shopping, mas acabaram por ser detidos pelos agentes que já os esperavam. Os homens já usavam gorros, luvas e capacetes de mineiros, quando foram surpreendidos.

Segundo a PSP, o “gang das ferramentas” é suspeito de vários assaltos não só em Portugal, nas zonas centro e norte, como também em Espanha, sempre com o objectivo de roubar ouro. Em Santarém, no passado dia 14 de Dezembro, o gang socorreu-se de uma marreta para rebentar um vidro da porta de acesso das traseiras. Entraram pelo piso 1 directamente à Anjo Joalheiros, onde com martelos e outras ferramentas pesadas destruíram a porta de entrada e vários expositores, num assalto que demorou pouco mais de um minuto. Na altura, um dos proprietários estimou que os prejuízos terão rondado os 40 mil euros.

A Anjo Joalheiros do TorresShopping, em Torres Novas, foi assaltada na madrugada do passado dia 6 de Fevereiro, num roubo cometido com o mesmo modo de actuação que o de Santarém e os restantes de que o gang é suspeito.

Mais informação em http://www.rederegional.com/index.php/entertainment/481-sete-ladroes-limparam-ourivesaria-do-w-shopping.html e http://www.rederegional.com/index.php/entertainment/724-ourivesaria-assaltada-dentro-do-torreshopping.html

Nas próximas três semanas, o espaço do Tecnopólo do Vale do Tejo, em Abrantes, vive a habitual animação desta época do ano. É aqui que se realiza a Feira de S. Matias, a primeira do calendário nacional de feiras e mercados e que remonta há vários séculos.

Ao entrarmos no espaço do Tecnopólo, entramos neste outro mundo. Os sons dos divertimentos mecânicos ouvem-se, misturados. Os odores dos doces típicos fazem crescer água na boca. São as farturas e churros, ou o algodão doce, ou as pipocas ou o pão com chouriço. As roulottes bem iluminadas criam o ambiente de entrada do certame. Mais à frente encontram-se as delícias dos mais novos.

Apesar das “playstation’s” ou dos computadores e i-phones, os divertimentos electromecânicos, os carrocéis e congéneres, com as suas cores fortes são um chamariz para os petizes. Entre os tradicionais carrinhos de choque, Abrantes tem este ano outras opções mais familiares ou mas radicais. Até a casa os sustos, versão piratas das caraíbas, marca presença, fazendo com que os visitantes possam mandar um grito mais agudo com algumas das partidas daquele espaço.

Por outro lado, quinquilharias e marroquinarias continuam a fazer parte do imaginário destes certames. Entre peças de barro, candeeiros, brinquedos, roupa ou os habituais produtos made in China ou Taiwan. Há de tudo, mas cada vez com menos procura. Todos estes produtos se encontram no dia-a-dia, em qualquer cidade ou vila.

Dizem os mais velhos que, há umas décadas atrás, os noivos vinham à feira de S. Matias comprar o enxoval. Entre produtos para cozinha, móveis e outros artefactos necessários á lida da casa. Agora, os tempos são outros mas, ainda por ali encontramos as colheres de pau ou as almotolias para servir o azeite na mesa.

Fruto dos novos tempos, a Câmara Municipal de Abrantes, promove, em simultâneo, uma mostra dos produtos regionais. Mel, azeite, enchidos, vinhos e outras iguarias de produção tradicional e local. É uma forma de promover os produtos e acrescentar valor ao certame.

Nas próximas três semana será assim a Feira de S. Matias em Abrantes que teima em não deixar o espaço do Tecnopólo apesar das promessas de transferência para a Tapada do Fontinha, um espaço mais “encostado” ao centro histórico da cidade.

Diz a presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, que o projecto mantém-se, pode mesmo vir a ser financiado no âmbito da Regeneração Urbana, mas ficou em segundo plano face a outras prioridades. 

Mais artigos...

Slide thumbnail

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

aguas ribatejo alpiarca

PUB

almeirim testes

Quem está Online?

Temos 771 visitantes e 0 membros em linha