PUB

banner chamusca covid mata

PUB

cms covid 2021b

Os apreciadores de lampreia têm boas razões para visitar Tomar entre os dias 18 de Fevereiro e 11 de Março, durante a 13ª mostra dedicada aos sabores deste peixe do rio. Este ano, aderiram a esta iniciativa gastronómica 16 restaurante e seis pastelarias do concelho, que vão colocar em destaque os saberes locais na sua confecção.

Pelo menos durante os fins-de-semana e feriados, os restaurantes Almourol, Baía, Bela Vista, Brazinha, Chico Elias, Convento do Leitão, Estalagem de Santa Iria, Ginginha, Infante, Lúria, Manjar dos Templários, Marisqueira Sereia do Nabão, Mister Grill, Nabão, Picadeiro e Tasquinha da Mitas vão ter pratos de lampreia em destaque nas suas ementas, tal como os doces vão ocupar o espaço nobre nos expositores das pastelarias Estrelas de Tomar, Pimpinela, Tropical (1, 2 e 3) e Templária.

“Cada vez mais pessoas se deslocam propositadamente a Tomar para comer lampreia pescada na zona e temperada à moda local, nalguns casos confeccionada como em mais lado nenhum, inclusive em sopa, em paté ou em empada”, salienta uma nota de imprensa da Câmara de Tomar, que organiza esta iniciativa em parceria com os profissionais do sector da restauração local.

Segundo a autarquia, a mostra da lampreia é o pontapé de saída para um ciclo anual dedicado à promoção gastronómica, e onde se incluem o congresso da sopa, que vai a caminho da sua 19ª edição, e o feijão com todos, cuja 11ª edição se realiza em Outubro.

O Tribunal da Relação de Évora mandou repetir o julgamento dos três suspeitos do homicídio de Nélson Ferreira, o camionista de Salvaterra de Magos que foi assassinado na área de serviço da A23 das Mouriscas, concelho de Abrantes. Apesar do principal arguido, Emanuel Candeias, ter sido condenado a 18 anos e nove meses de prisão no primeiro julgamento, no Tribunal de Abrantes, o Ministério Público (MP) recorreu da absolvição dos outros dois acusados, Ulisses e David, do crime de homicídio qualificado em co-autoria.

Os desembargadores de Évora não só mandaram repetir o julgamento da primeira instância, considerando existir elementos suficientes para que seja feita uma reapreciação de prova, como negaram provimento ao recurso apresentado pela defesa de Emanuel Candeias, tido como o autor da facada que matou o camionista. A vítima mortal, então com 37 anos, trabalhava para uma empresa de Arruda dos Vinhos e seguia com destino a França, quando parou para tomar café por volta das 4 horas da manhã, a 29 de Junho de 2010.

O camionista envolveu-se numa discussão com um grupo de três homens, ainda no interior da cafetaria, foi agredido com tremenda violência no exterior e acabou por ser assassinado com uma facada no coração junto às bombas de abastecimento, onde foi encontrado por uma funcionária.

Agnelo Anjos Pais, sub-chefe do quadro de honra dos bombeiros voluntários de Santarém (BVS), faleceu na quarta-feira, 15 de Fevereiro, aos 80 anos de idade, no Hospital de Santarém.

O corpo encontra-se em câmara ardente no salão nobre dos BVS até quinta-feira, às 14h30, hora a que se realiza o funeral para o cemitério de Santarém.

Nascido a 19 de Julho de 1931, Agnelo Pais foi bombeiro no activo durante 51 anos, até 28 de Fevereiro de 2001, data em que passou para o quadro de honra.

Nos voluntários scalabitanos, onde ingressou como aspirante a 22 de Julho de 1950, desempenhou funções de sub-chefe desde 1970 e foi agraciado com diversas condecorações e louvores “pela maneira briosa e exemplar como sempre desenvolveu a sua actividade”, salienta uma nota dos BVS, que, juntamente com a direcção da associação humanitária, “endossam a família as suas mais sentidas condolências”.

Mais artigos...

Slide thumbnail

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

Aguas Ribatejo Atendimento 012 222

Quem está Online?

Temos 748 visitantes e 0 membros em linha