PUB

chamusca covid continua

PUB

banner cms juntos


O arrendatário de um bar de alterne em Alcanena está acusado pelo Ministério Público (MP) de triplo homicídio na forma tentada por ter esfaqueado três clientes à porta do estabelecimento, com intenção de os matar.

Do cadastro criminal do arguido, de 44 anos, constam um longo rol de condenações, uma delas por homicídio simples, em 2006, em Setúbal (cidade de onde é natural), e outra por lenocínio, em Portimão, corria o ano de 1994.

Neste processo de Alcanena, que começa a ser julgado na sexta-feira, 23 de Novembro, os factos ocorreram na noite de 12 de Março de 2011, no parque de estacionamento do LR Bar, uma casa de alterne na aldeia de Filhós, concelho de Alcanena, que o arguido explorava.

Segundo a acusação do MP, a que a Rede Regional teve acesso, o autor das agressões terá reagido mal ao facto de um cliente que estava num grupo de quatro amigos se ter recusado a pagar as bebidas que consumiu, já à saída, por volta das 4h30 da madrugada.

Já no exterior, o arguido dirigiu-se à bagageira do seu carro e pegou na arma branca com que desferiu vários golpes em três dos homens, todos residentes na zona de Torres Novas.

Esfaqueadas na cara e no abdómen, duas das vítimas, de 28 e 57 anos, foram transportados em estado muito grave ao hospital de Torres Novas, tendo posteriormente sido transferidos para a unidade de Abrantes, ao passo que o terceiro homem, de 47 anos, foi golpeado na barriga com menor gravidade.

O MP salienta no despacho de acusação que as duas das vítimas só não morreram no local porque foram prontamente socorridas por outros clientes que estavam no bar e pela acção dos bombeiros de Alcanena, que chegaram rapidamente ao local do crime.

A acusação pede ainda que o arguido, que está em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Leiria, seja julgado e condenado como reincidente, uma vez só não esteve ligado a actividades criminosas durante o tempo em que cumpriu penas efectivas de reclusão.


Margarida Lúcio, do 10º ano, e Antonina Pereira, do 11º ano, foram distinguidas como as melhores alunas da Escola Secundária do Cartaxo, que procedeu à entrega dos respectivos diplomas aos estudantes do quadro de excelência durante as comemorações do seu 32º aniversário, no passado dia 16 de Novembro.

Estas duas jovens receberam ainda um prémio pecuniário no valor de 500 euros, atribuído pela Caixa de Crédito Agrícola Mútuo do Cartaxo.

Durante a sessão solene, que contou com testemunhos de antigos professores e de intervenções da associação de pais e de estudantes, o presidente da comissão administrativa provisória (CAP) da secundária, Jorge Tavares, salientou que é sua intenção continuar a desenvolver "actividades que envolvam toda a comunidade escolar".

O responsável salientou, no entanto, que “independentemente das novas tecnologias existentes, a escola necessita mesmo de obras de fundo”.

O dia de aniversário foi assinalado com corte de bolo e um conjunto de actividades organizadas por toda a comunidade escolar, entre as quais um concurso de bandas amadoras intitulado "a escola tem talento", e que encerrou as comemorações.

José Luís Nazareth Barbosa, nome de vulto da sociedade e cultura ribatejana, faleceu esta quarta-feira, 21 de Novembro, em Santarém, onde residia, aos 85 anos.

Madeirense de nascença mas ribatejano de vida, desde os 5 anos de idade, foi radialista, director de programas na Rádio Ribatejo, e trabalhou durante vários anos na Direcção Geral dos Serviços Prisionais, onde viria a fazer carreira. Esteve dois anos no Linhó, tirou um curso de psicologia criminal que, com as bases do bacharelato em psicologia que já tinha, lhe deu mais tarde equivalência a licenciatura.

Grande parte da sua vida - 36 anos - foi passada no meio prisional, tendo estado 18 anos em Alcoentre e mais 18 anos no Estabelecimento Prisional de Caldas da Rainha, como director, até se reformar aos 66 anos.

A ligação a Alcoentre perdurou durante quase quatro décadas, tendo-se envolvido bastante com a comunidade local. Foi encenador de um grupo de teatro, presidente da Casa do Povo local, e chegou a vereador da Câmara de Azambuja.

Com a reforma regressou a Santarém, onde manteve a ligação à cultura através da Orquestra Típica Scalabitana, como apresentador, declamador e letrista de serviço. Escreveu canções para vários artistas locais.

Foi alvo de várias homenagens, entre as quais a da Junta de Freguesia de São Nicolau, em Santarém, que o elegeu como “Personalidade do Ano 2009”.

Viúvo, pai de três filhos, com quatro netos e uma bisneta, faleceu hoje em Santarém. O funeral deverá realizar-se amanhã.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

promo almeirim1

Quem está Online?

Temos 676 visitantes e 0 membros em linha