PUB

chamusca parque de sonhos

PUB

banner presepios

PUB

banner cms reino natal

PUB

clickaporta

PUB

 PUBsalvaterra natal

Tem apenas 19 anos feitos há poucos dias, mas possui já um longo cadastro e prepara-se para ser julgado no Tribunal de Abrantes num processo em que vai responder por 20 crimes. Um deles é o assalto à residência da presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, onde o arguido, Pedro L., roubou um jipe de luxo que utilizou para cometer mais assaltos.

Segundo a acusação do Ministério Público (MP), a que Rede Regional teve acesso, no dia 22 de Maio, o arguido entrou em casa da autarca através de uma porta que ficou esquecida no trinco. Levou um portátil, uma bicicleta BTT de 2.500 euros e um potente BMW X83, avaliado em cerca de 60 mil euros. No dia seguinte, Pedro L. e um cúmplice de apenas 18 anos utilizaram o jipe para se deslocar à freguesia de Alvega, onde roubaram cerca de 4.000 euros em ouro e equipamentos electrónicos do interior de outra casa particular. O arguido, que não tem carta de condução, foi visto ao volante do BMW na Bemposta.

Pedro L. foi detido a 31 de Maio no final de uma perseguição policial que terminou no problemático bairro de Vale de Rãs, tendo oferecido resistência aos elementos da Brigada de Intervenção Rápida da PSP que o capturaram. Neste processo, é suspeito de ser o autor de uma verdadeira onda de assaltos ocorrida no concelho de Abrantes entre Dezembro de 2010 e Maio de 2011. Está acusado pelo MP de oito crimes de furto qualificado, dois de furto, um de furto na forma tentada, três de roubo, um de roubo agravado, um de resistência e coação à autoridade e quatro de condução sem habilitação legal.

Outro dos crimes pelos quais vai responder envolveu o sequestro de uma mulher de 77 anos, que reside sozinha na cidade. Pedro L. manteve a vítima imobilizada num quarto, enquanto o cúmplice Fábio G. percorreu a casa à procura de objectos para roubar. Os jovens levaram brincos e fios em ouro avaliados em cerca de 1.600 euros e agrediram a idosa, que teve que receber tratamento hospitalar a escoriações e um traumatismo numa das mãos.

Neste processo, cujo julgamento se inicia a 10 de Janeiro, Fábio G. está acusado de três crimes de furto qualificado, três de roubo e um de roubo agravado. Há ainda um terceiro arguido, João P., de 18 anos, suspeito de dois crimes de furto qualificado. O principal arguido está em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Leiria, e já estava condenado em pena suspensa quando foi apanhado, por crimes da mesma natureza. A acusação reúne 13 queixas-crime apresentadas por assaltos em residências e roubos, mas os três arguidos estão referenciados em dezenas de inquéritos que ainda correm na PSP e na GNR.



Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

jorge malacas

PUB

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

aguas barco

APOIO

  • ba01.jpg
  • ba02.jpg

PUB

mercadinho almeirim

Quem está Online?

Temos 381 visitantes e 0 membros em linha