PUB

chamusca parque de sonhos

PUB

fos2022

PUB

visite santarem

PUB

avisan 2022

PUB

 PUBsalvaterra natal

Uma tentativa de furto numa caixa exterior de distribuição de gás canalizado na Rua Pedro Santarém, em Santarém, só não provocou uma “enorme tragédia por puro milagre”, segundo os moradores nos prédios desta artéria central da cidade.

wshoppingSlide thumbnail

“Ouviu-se um enorme estrondo e começou a sentir-se um bafo a gás que vinha da rua. O barulho da fuga ouvia-se em todo o lado”, conta Rui Bento, que reside no prédio junto à caixa vandalizada.

wshoppingSlide thumbnail

“Já não é a primeira vez que provocam o rebentamento de uma conduta, mas com esta intensidade nunca tinha acontecido”, relata o mesmo, explicando que os moradores tiveram que esperar mais de 20 minutos num enorme sobressalto até à chegada de técnicos da Tagusgas, uma vez que os bombeiros não têm chave para fechar a torneira de segurança.
Durante a mesma madrugada, no dia 3 de setembro, houve outros furtos em caixas no interior de vários prédios ao longo desta rua, deixando os moradores sem fornecimento de gás há mais de uma semana.
Após os danos, a reparação e certificação da reinstalação é um processo que demora 10 a 12 dias, e com um custo a rondar os 500 euros, para cada condomínio.

A gota de água numa situação insustentável
santarem ruapedrosantarem 01O episódio da fuga de gás surge na sequência do agravamento da pequena criminalidade nesta zona da cidade, de que os moradores se queixam há mais de três anos à PSP e à Camara de Santarém, e sem respostas efetivas até ao momento.
Furtos, vandalismo, delinquência e tráfico de droga fazem parte do dia-a-dia de quem reside ou trabalha na Rua Pedro Santarém, onde a esmagadora maioria dos moradores diz já não aguentar a degradação social.
Os problemas começaram com a abertura de uma loja de venda com máquinas automáticas, que funciona 24 horas por dia, e onde os clientes permanecem durante a madrugada, fazem barulho a conversar ou com música nos carros, sujam tudo à volta e perturbam o descanso dos residentes.
“Hoje, já se juntam grupos a qualquer hora do dia. Consomem e deixam o lixo espalhado, fazem barulho, alguns dormem aí e até urinam à porta dos prédios”, conta Rui Bento, que mora precisamente no prédio da “Grab&Go”, e onde quase tudo à volta já foi grafitado.
A escassas dezenas de metros, no Cerco de São Lázaro (usado como parque de estacionamento), há uma casa ocupada por sem abrigo e mulheres que se dedicam à prostituição, e umas antigas oficinas em ruínas frequentadas por toxicodependentes, onde o tráfico é feito a qualquer hora do dia e à vista de quem passa.
Como consequência, os furtos e a pequena criminalidade têm aumentado nos últimos meses em toda a Pedro Santarém, traduzidas em queixas diárias às quais a PSP não tem dado resposta à altura, de acordo com os queixosos.
“Isto está a ficar absolutamente insustentável, e nós já temos receio de vir trabalhar. Além da sujidade que fica por aí ao longo da rua, pensamos sempre se não fomos assaltados durante a noite ou se temos alguma montra partida”, explica Tânia Brilhante, proprietária de um salão de beleza na Pedro Santarém.
Em traços gerais, os moradores e comerciantes exigem uma presença mais visível à PSP, e a redução do horário da “Grab&Go” e o emparedamento das casas ocupadas pelos delinquentes à Câmara de Santarém.

 

PSP promete reforçar policiamento
santarem ruapedrosantarem 03Contatada pela Rede Regional, a PSP de Santarém sublinha que os números referentes à criminalidade têm diminuído a nível da cidade, mas confirma que tem registado, neste local específico, “alguns episódios perturbadores da paz pública e geradores de sentimentos de insegurança, como furtos, desordens entre indivíduos e ruídos”.
A polícia explica que tem “respondido dentro da disponibilidade de meios” e afirma que vai reforçar a “presença policial de maior visibilidade”.
À Rede Regional, a Câmara de Santarém sublinhou a necessidade urgente de aumentar o número de efetivos na Esquadra da PSP, o que a autarquia tem vindo a solicitar com insistência ao Ministério da Administração Interna.
Aida segundo os moradores, a redução de horário do estabelecimento de máquinas automáticas já foi aprovado na Câmara e Assembleia Municipal, mas está por fazer cumprir.

 



Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

jorge malacas

PUB

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

aguas barco

APOIO

  • ba01.jpg
  • ba02.jpg

PUB

mercadinho almeirim

Quem está Online?

Temos 471 visitantes e 0 membros em linha