A madrugada desta quarta-feira, 13 de outubro, foi bastante agitada no concelho de Coruche, com vários incêndios que atingiram equipamentos urbanos, uma viatura, uma zona florestal e até um posto de combustível.

wshoppingSlide thumbnail

Segundo o jornal Notícias do Sorraia, de Coruche, na origem, destes atos de vandalismo estará uma mulher, com 65 anos, residente em Salvaterra de Magos e com aparentes problemas mentais.

De acordo com o jornal, por razões que se encontram a ser apuradas pela Polícia Judiciária (PJ) a mulher terá chegado a Coruche de madrugada e, pelas 05h43, os Bombeiros Municipais de Coruche recebiam um primeiro alerta para um incêndio numa viatura, num parque de estacionamento, tendo o veículo ficado bastante danificado.

Seguiu-se um incêndio num caixote do lixo, a cerca de 500 metros do local onde se encontrava estacionada a viatura, e a mulher terá ainda destruído diversos vasos de flores que encontrou no caminho e em diversos prédios e moradias.

De seguida, a suspeita apanhou o autocarro das 06h45, rumo à localidade de Fajarda, onde à beira da Estrada Nacional 114-3, ateou um fogo florestal, que só não tomou maiores proporções graças à intervenção de alguns populares, que detiveram a mulher e a entregaram à GNR, que a deteve e acionou a PJ.

Ainda de acordo com o Notícias do Sorraia, cerca das 8h30 foi também identificado um saco, que continha material incandescente, e que terá sido deixado no depósito de botijas de gás, nas bombas de combustível na Avenida Luís e Camões, sem que no entanto tenha provocado qualquer incêndio nas bombas.

A PJ terá já visionado as imagens do sistema de videovigilância do posto de abastecimento, onde é possível ver a atuação da mulher, que esta quinta-feira deverá ser presente ao Tribunal Judicial de Santarém.