Imagem de Arquivo / Ilustrativa

A Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo da Polícia Judiciária (PJ) e a Unidade de Cooperação Internacional, extraditaram um homem, com 53 anos de idade, detido no Recife, Brasil, visando o cumprimento de uma pena de dezanove anos e seis meses de prisão, em Portugal, pela prática de um crime de homicídio agravado; dois crimes de homicídio agravado, na forma tentada, e um crime de detenção de arma proibida.

Slide thumbnail

Segundo a PJ, “a extradição surge no cumprimento de mandado de detenção internacional, emitido pelo Juízo Central Criminal de Santarém, por factos praticados em dezembro de 2015 e investigados pela Polícia Judiciária nos anos de 2015 e 2016, uma vez que o arguido, após a prática dos homicídios e já durante o julgamento, ausentou-se do país e foi residir para o Brasil, onde veio a ser detido”.

A Polícia Judiciária deslocou-se ao Recife, no Brasil, onde o detido lhe foi entregue pelas autoridades brasileiras, e custodiou o seu transporte e guarda até território nacional, vindo a entregá-lo no Estabelecimento Prisional de Lisboa, onde o mesmo irá cumprir a pena de prisão em que foi condenado.