A segurança online torna-se uma matéria cada vez mais prioritária, à medida que as compras pela Internet assumem um caráter mais recorrente.

Slide thumbnail

Para se proteger contra fraudes online e roubo dos seus dados bancários, e evitar ter de recorrer aos serviços de um advogado criminal, propomos hoje 5 dicas essenciais para fazer as suas compras online com o máximo de segurança possível.

1 - Estude bem o website antes de fazer as suas compras
Um passo essencial para garantir segurança online passa por não comprar sem analisar ou conhecer primeiro o website em causa. Há muito e-commerce pela internet fora, contudo, há portais que não são seguros ou que enviam as parcelas de pontos fora da União Europeia, o que torna o processo mais demorado. Existem ainda outros que, não sendo necessariamente fraudulentos, oferecem um serviço de apoio ao cliente quase inexistente, tornando-se difícil fazer trocas ou devoluções.
Para garantir que está a comprar a partir de um servidor seguro e que receberá o seu produto com rapidez e qualidade, é importante pesquisar antes de comprar. Colocar o nome do negócio no website “TrustPilot” é um primeiro passo útil para averiguar as classificações de antigos clientes. Não só compreenderá se está perante uma fraude como poderá avaliar diversos aspetos relacionados com satisfação.
zaask artigo seguranca online02É também importante, em matérias de segurança online, prestar atenção a detalhes da construção do website. Utilize portais da internet com “HTTPS” no seu URL, remetendo para uma encriptação fundamental dos seus dados.
Se lhe for dito, pelo seu Internet browser, que a sua ligação não é segura ou fidedigna, abandone o site e não faça compras através do mesmo. Certifique-se também que o endereço de Internet tem um Certificado de Segurança (SSL) reconhecido e atualizado.

2 - Dê primazia a portais europeus e principalmente nacionais
Comprar de forma “local”, na Internet, é também uma possível forma de garantir segurança online. Não só reduz o risco de cair em fraudes, receber as parcelas muito tarde como de ficar com produtos retiros nas alfândegas. Dê prioridade a plataformas de e-commerce nacionais, as quais conhece ou acerca das quais pode facilmente obter feedback a partir de conhecidos.

3 - Escolha as formas de pagamento mais seguras
Colocar, em sítios da Internet, os dados do seu cartão de multibanco, ligado à sua conta-corrente principal, é meio caminho andado para ser alvo de roubo de informações sensíveis.
Em matéria de segurança online, vale a pena dizer que, hoje em dia, há inúmeras formas mais seguras de comprar através da Internet, como por exemplo recorrer a Cartões de Crédito com valores máximos associados e de fácil cancelamento ou a plataformas online seguras como o PayPal.
Uma ideia excelente será utilizar o sistema português do MB Way, que lhe permite fazer compras utilizando o seu telemóvel, livre de qualquer rastreamento dos seus dados bancários.
zaask artigo seguranca online03Poderá ainda recorrer ao sistema de 3D Secure, o qual implica uma ativação de código numérico sempre que se realiza uma operação de compra online. Poderá ativar este serviço através do homebanking do seu banco.
E, em último caso, se não quiser realizar a opção online, na maioria dos sites portugueses pode escolher a opção de pagar através de referência multibanco via ATM.

4 - Faça compras apenas a partir de dispositivos seguros
É essencial procurar os sítios da Internet mais seguros, mas é também fulcral garantir que o seu computador ou outro dispositivo móvel está protegido contra todos os riscos da atividade online.
Torna-se, cada vez mais, imprescindível ter a firewall ativa, para que esta funcione como barreira de proteção contra conteúdo malicioso. É também importante garantir que o seu antivírus se encontra atualizado, a fazer check ups regulares e a detetar eventuais ameaças mais imediatas.

5 - Utilize uma ligação de internet segura para as suas compras
Não basta procurar sites fidedignos e manter o antivírus atualizado. Ao fazer compras online, outro aspeto importante passa por evitar fazê-lo através de redes públicas, como redes de centros comerciais, transportes ou cafés.
Por vezes, a ameaça pode prender-se com o facto de uma rede estar povoada por muitos utilizadores e apresentar poucos mecanismos de segurança online. Use a sua própria conexão privada e não uma pública quando estiver na hora de comprar.

Segurança Online: E se for vítima de um crime virtual?
Não obstante todos estes cuidados, por vezes podemos ainda assim ser vítimas de um crime virtual. Caso isso aconteça, poderá encontrar na Plataforma Zaask os melhores profissionais de advocacia, capazes de resolver o seu problema quanto antes.
Para além de experientes advogados de direito criminal, poderá ainda encontrar na Zaask os melhores advogados direito do trabalho, fiscal, tributário, laboral, entre outros ramos de especialização.