PUB

chamusca covid responsavel

PUB

banner cms riscos

Uma empresária de Tomar terá contratado o filho de uma amiga para assassinar o seu ex-marido, um emigrante na Suíça de quem se tinha divorciado recentemente, num processo litigioso.

Slide thumbnail

O executor deste crime por encomenda acabou por denunciar o plano da mulher, que está agora a ser julgada no Tribunal de Santarém por um crime de homicídio qualificado na forma tentada.
Os factos, segundo a Decisão Instrutória do processo, a que a Rede Regional teve acesso, remontam a 2016, ano em que a arguida, de 60 anos, começou a tentar convencer o filho da amiga a seguir e matar o ex-marido, quando este estivesse de férias em Portugal.
Além de dinheiro, numa quantia exata que não chegou a ser apurada, a empresária forneceu-lhe um Bilhete de Identidade antigo da vítima, matrículas de carros que costumava alugar e indicou-lhe vários locais que frequentava.
A ideia era que o executor o deixasse inconsciente com pancadas na cabeça, e atirasse de seguida o carro de uma ravina na Nazaré, tentando que parecesse suicídio.
O homem contratado, que surge como testemunha neste processo, contou o plano gizado pela arguida ao ex-marido, que apresentou queixa-crime.
Após a fase inicial da investigação, o caso foi arquivado pelo Ministério Público, mas a vítima pediu abertura de Instrução e a empresária acabou por ser pronunciada para ir a julgamento. A arguida nega cabalmente todos os factos que lhe são imputados, dizendo que os relatos da amiga e do seu filho, o alegado executor, são uma vingança pessoal por se recusar a dar-lhes dinheiro e um dos carros que possuía.

 



leziria startup

 

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

Scalhidraulica

Quem está Online?

Temos 710 visitantes e 0 membros em linha