PUB

chamusca covid responsavel

PUB

banner cms riscos

Imagem de arquivo / Ilustrativa

O concurso público para a requalificação do Itinerário Complementar (IC) 2, um investimento de 8,6 milhões de euros a realizar entre os concelhos de Alcobaça e Rio Maior, adiado desde Fevereiro de 2019, foi publicado esta segunda-feira, 19 de Outubro.

Slide thumbnail

Segundo a empresa pública Infraestruturas de Portugal (IP), a empreitada vai incidir na requalificação do IC2/EN1 “entre o nó da Asseiceira, ao quilómetro 65,2, e a zona urbana de Freires ao quilómetro 85,5”, num troço com uma extensão de 20,3 quilómetros que atravessa os concelhos de Rio Maior e Alcobaça, nos distritos de Santarém e Leiria.

A obra contempla a reformulação de cinco intersecções, substituindo os actuais cruzamentos por rotundas, que se localizarão aos quilómetros 78,8 e 79,6, em Rio Maior, distrito de Santarém, e aos quilómetros 81,3, 83,3 e 84,6, na freguesia de Benedita, no concelho de Alcobaça, distrito de Leiria.

Além da construção das rotundas será realizada “uma reabilitação profunda do pavimento, bem como de todas as infra-estruturas de drenagem e instalação de equipamentos de sinalização e segurança”, refere o comunicado da IP, sublinhando que a intervenção “irá melhorar fortemente as condições de circulação e segurança dos milhares de automobilistas que diariamente circulam no IC2”.

O concurso foi lançado por um preço base de 8,6 milhões de euros e um prazo de execução de 450 dias.

Os atrasos na requalificação do IC2 geraram, nos últimos anos, protestos organizados pelo Movimento Marcha Lenta no IC2 e apoiados pelas autarquias de Alcobaça e Rio Maior.



leziria startup

 

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

Scalhidraulica

Quem está Online?

Temos 640 visitantes e 0 membros em linha