PUB

chamusca covid responsavel

PUB

banner cms escola

Imagem de Arquivo / Ilustrativa

Um homem, de 76 anos, e a mulher, de 66 anos, residentes em Rio Maior, foram detidos pela Diretoria do Centro da Polícia Judiciária (PJ) pela presumível prática, reiterada, de crimes de abuso sexual de crianças e de abuso sexual de menores dependentes.

Slide thumbnail

Os crimes, de que foi vítima uma menor, atualmente com 17 anos de idade, sobrinha dos suspeitos, ocorreram na cidade da Figueira da Foz, onde a jovem residia com os pais, em Rio Maior, onde residiam os tios, agora detidos, e em várias casas de férias.

Segundo fonte policial, o homem valia-se da diferença de idades e comprava o silêncio da menina com a oferta de telemóveis e de roupa, bens que os pais não tinham condições financeiras para comprar.

Os crimes, que terão começado em 2015, quando a menina tinha 11 anos, e se prolongaram até 2019, foram evoluindo, até chegarem a relações de cópula.

O caso terá sido descoberto pela mãe da jovem, que estranhou os comportamentos entre a filha e o tio e acabou por confrontar a criança, que terá acabado por confessar os abusos denunciado o tio.

A mulher do idoso saberia dos abusos, mas nunca os denunciou, o que levou a que tivesse também sido acusada.

Os detidos foram presentes a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhes sido aplicadas as medidas de coação de apresentações periódicas junto das autoridades e proibição de contactos com a vítima.



praca maior 01

 

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

almeirim melao

Quem está Online?

Temos 418 visitantes e 0 membros em linha