PUB

chamusca covid responsavel

PUB

banner cms escola

Inaugurada a 1 de agosto de 1920, a Praça de Toiros de Salvaterra de Magos está a comemorar o seu centenário, uma efeméride que a Câmara Municipal vai assinalar com a realização de uma série de exposições espalhadas pela vila.

Slide thumbnail

Uma das exposições encontra-se na parte exterior da Praça de Toiros, um apanhado de notícias, fotografias e outros documentos históricos que mostram as datas mais importantes da história do edifício.
Na Biblioteca Municipal, está patente uma “retrospetiva das principais figuras da festa brava de Salvaterra”, nomeadamente “bandarilheiros, novilheiros e cavaleiros”, desde “meados do século XIX até hoje em dia”, refere Roberto Caneira, técnico superior de história da Câmara de Salvaterra de Magos e responsável pela realização das exposições.
Em setembro, a celebração do centenário continua com a realização das “Jornadas da Cultura”, estando previsto um resumo histórico das “corridas de touros” e ”da importância da festa brava, destacando-se “os forcados, as ganadarias” e demais figuras importantes, para além de uma explicação do surgimento da praça, revela Roberto Caneira.
Apesar da pandemia provocada pela COVID-19 ter levado a uma mudança de planos, a autarquia não deixou de celebrar o centenário de um edifício que, “para além de ser um monumento de beleza arquitetónica, é o local onde se escreveram páginas da história da tauromaquia portuguesa”, afirma Hélder Esménio, o presidente da Câmara Municipal.

Uma “praça com história”
salvaterra centenario praca toiros02A Praça de Toiros “nasceu” através de um requerimento feito pela Comissão Organizadora da Praça de Toiros à Câmara Municipal, em 1919.
A comissão pedia autorização para construir o edifício no “Largo dos Moinhos”, local onde existiam vários moinhos de vento para moagem de cereais.
Roberto Caneira conta que, antes da inauguração da praça, já se faziam corridas de touros em recintos montáveis e espaços improvisados.
Em 1941, devido ao ciclone que atingiu Portugal, a Praça de Toiros ficou parcialmente destruída.
Segundo o técnico da autarquia, a sua reinauguração, em julho do mesmo ano, foi um momento histórico para a vila porque motivou a vinda de Óscar Carmona, Presidente da República à época.
De entre os pontos altos da história da Praça de Toiros, Roberto Caneira destaca ainda a vinda dos matadores Manuel dos Santos e Diamantino Viseu, na década de quarenta, a corrida de touros em homenagem a Amália Rodrigues, na década de cinquenta, e a presença do matador peruano Roca Rey, em 2016.

Pode ver AQUI a reportagem em vídeo da reinauguração da Praça de Toiros, em 1941.

TEXTO: Carolina Fonseca Bento

 



praca maior 01

 

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

almeirim melao

Quem está Online?

Temos 592 visitantes e 0 membros em linha