O Ministério da agricultura aprovou o pedido de certificação da sopa da pedra e das caralhotas de Almeirim, concluindo assim este processo a nível nacional.

Slide thumbnail

Falta a certificação a nível da Comissão Europeia, que, segundo uma nota de imprensa da Câmara Municipal de Almeirim, está a analisar o pedido e deverá concluir o processo durante 2021.
Após a aprovação da União Europeia, a sopa da pedra será o segundo produto em Portugal com o reconhecimento de “Especialidade Tradicional Garantida” (ETG), sendo que as caralhotas já receberam a “Indicação Geográfica Protegida”.
O caderno de especificações das caralhotas foi entregue a 11 de outubro de 2018, ao passo que a candidatura da sopa da pedra foi formalizada a 24 de abril de 2019.
“Esta certificação é não só fundamental para manter a tradição da sopa da pedra e das caralhotas, mas também garante a quem vai experimentar estas duas especialidades, que o possa fazer com a certeza de que são verdadeiras, e assim criar condições para que tenham cada vez mais valor acrescentado”, frisou o presidente da autarquia, Pedro Ribeiro.