ATUALIZADA A 085/07/2020 ÀS 16H00

Um dos dois militares do Destacamento de Trânsito de Santarém da GNR que esta terça-feira, 7 de julho, sofreram ferimentos muito graves num acidente na Autoestrada do Norte (A1), faleceu na manhã desta quarta-feira, 8 de julho.

Slide thumbnail

O guarda Carlos Pereira, de 27 anos, natural de Póvoa da Atalaia, no concelho de Castelo Branco, não resistiu aos ferimentos e acabou por falecer no Hospital de Santarém. Ao início da tarde, um helicóptero do INEM transportou órgãos do militar falecido que seguiram para transplantação. Carlos Pereira tinha a companheira grávida de sete meses e seria pai em breve.

Segundo a Rede Regional conseguiu apurar, Carlos Pereira sofreu vários traumatismos ao nível do tórax e do tronco, com afetação de órgãos vitais, tendo sido transportado para a Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital de Santarém, onde viria a falecer.

A segunda vítima, Vânia Martins, de 30 anos, natural da Guarda, ficou muito magoada a nível cervical e foi transportada entretanto para o hospital de São José, em Lisboa, onde ainda permanece, em estado crítico, a lutar pela vida.

Ambos tinham sido colocados há poucos meses no Destacamento de Trânsito de Santarém

O acidente ocorreu pelas 11h30 desta terça-feira, 7 de julho, ao quilómetro 85 da A1, entre o nó de Torres Novas e a área de serviço de Santarém.

Os dois militares, destacados para acompanhar uma operação de limpeza das bermas da via, estavam dentro do carro patrulha quando um ligeiro de passageiros colidiu com grande violência na traseira da viatura da GNR.

Os elementos da GNR ficaram encarcerados e inconscientes, ao passo que os três ocupantes da viatura que provocou o embate sofreram ferimentos ligeiros.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, as operações de socorro envolveram 32 operacionais, apoiados por 13 viaturas, incluindo a VMER de Santarém e a SIV de Torres Novas.

O trânsito na zona, no sentido Norte - Sul, fez-se apenas pela faixa de emergência até cerca das 14 horas, após o final das operações de socorro e limpeza da via.

 

 

Primeira notícia:

Dois militares da GNR que estariam a sinalizar uma zona da A1, entre o nó de Torres Novas e a área de Serviço de Santarém, ficaram feridos com gravidade num acidente ocorrido às 11h36 desta terça-feira, 7 de julho, e foram evacuados em estado crítico para o Hospital de Santarém.

Fonte da proteção civil explicou à Rede Regional que o acidente ocorreu ao Km 85,8, após o veiculo ligeiro de passageiros civil ter embatido na viatura da GNR BT-Trânsito, tendo os militares ficado encarcerados e inconscientes.

Outras três pessoas envolvidas no acidente sofreram ferimentos graves.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, as operações de socorro envolveram 32 operacionais, apoiados por 13 viaturas, incluindo a VMER de Santarém e a SIV de Torres Novas.

De acordo com a mesma fonte, o trânsito na zona, no sentido Norte - Sul, fez-se apenas pela faixa de emergência.

acidente gnrs a1b