PUB

chamusca covid responsavel

PUB

banner cms escola

O Ministério Publico (MP) acusou o empresário Rui Mendes por homicídio qualificado, no caso que envolveu a morte de um jovem de 24 anos no Café Comendador, em Casével, concelho de Santarém, no passado mês de novembro.

Slide thumbnail

Segundo um comunicado da Procuradoria da República da Comarca de Santarém, o Despacho de Acusação foi deduzido na semana passada pela 2.ª Secção do DIAP de Santarém, e considera o empresário scalabitano, de 56 anos, como responsável pela morte de João Pedro Monteiro, “como consequência de um golpe desferido com uma navalha”.
Os factos remontam à madrugada de 24 de novembro, quando, na sequência de uma briga por motivos fúteis ocorrida no exterior do Café Comendador, a vítima acabou por falecer no local com golpes de arma branca.
Rui Mendes foi detido no local pela GNR pouco depois do crime, e entregue de seguida à Polícia Judiciária, que liderou a investigação do caso.
Segundo o que a Rede Regional apurou na altura, João Pedro Monteiro, que residia na aldeia do Sobral, tentou intervir para separar uma briga onde não estava diretamente envolvido, tendo acabado por ser atingido com golpes perto do coração.
O arguido foi colocado em prisão preventiva após o crime, mas atualmente está a aguardar julgamento em prisão domiciliária, com pulseira eletrónica.

Mais informações em:
Prisão preventiva para empresário acusado de homicídio em Casével
Briga por motivos fúteis acaba em tragédia



PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

almeirim melao

Quem está Online?

Temos 486 visitantes e 0 membros em linha