PUB

chamusca covid responsavel

PUB

banner cms escola

Polícia está acusado dos crimes de abuso sexual de menor e pornografia infantil.

Um agente principal colocado na PSP de Torres Novas foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) de Leiria por suspeitas de abusar sexualmente de uma menor de 14 anos, que é sua vizinha num concelho do distrito de Santarém e amiga da sua filha, que tem a mesma idade.

Slide thumbnail

O polícia, de 49 anos, foi presente durante a tarde desta sexta-feira, 17 de janeiro, a um juiz de instrução criminal no Tribunal de Santarém, que o colocou em prisão preventiva, depois de o acusar dos crimes de abuso sexual de menores e pornografia infantil.
Segundo a Rede Regional conseguiu apurar, as alegadas relações sexuais entre o arguido e a menor começaram em 2017, quando a vítima tinha apenas 12 anos.
O suspeito, que é casado, ter-se-á aproveitado da relação de proximidade entre a sua família e a da menor para a seduzir e convencer a praticar atos de natureza sexual.
O caso terá sido descoberto pelo padrasto da menina, que começou a achar estranho o seu comportamento e a proximidade que mantinha com o arguido.
Do telemóvel da vítima, que ontem também esteve no Tribunal de Santarém a prestar declarações para memória futura acompanhada da mãe e do padrasto, as autoridades conseguiram recuperar várias mensagens de cariz sexual que os mesmos trocavam e algumas imagens.
A família da menor, apesar de residir num concelho do Médio Tejo, apresentou queixa-crime no posto da GNR de Santarém e o polícia foi detido pela PJ na quinta-feira, na Escola Prática de Polícia (EPP) de Torres Novas, onde decorria a cerimónia do “Dia da Escola”.
O agente principal está na PSP há cerca de 25 anos e prestou serviço na esquadra de Faro, no Algarve, antes de ser transferido para a EPP de Torres Novas, onde trabalhava na cozinha.

 



praca maior 01

 

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

PUB

almeirim melao

Quem está Online?

Temos 616 visitantes e 0 membros em linha