PUB

chamusca paulo betti

PUB

cms generico

O posto dos CTT de Cardigos, no concelho de Mação, foi assaltado à mão armada na manhã desta terça-feira, 10 de dezembro, com o assaltante a fugir com mais de 10 mil euros.

Slide thumbnail

Citado pela agência Lusa, o presidente da Junta de Freguesia de Cardigos, Carlos Leitão, explicou que o assalto ocorreu às 9h15, poucos minutos depois da funcionária ter aberto a porta.

Segundo a descrição do autarca, o assaltante, que estava encapuzado, surgiu de rompante, de arma em punho, saltou o balcão e apontou a pistola à cabeça da funcionária, tendo esta entregue tudo o que tinha.

Carlos Leitão diz que hoje havia mais dinheiro do que o habitual por ser altura de pagamento de reformas, e, pelo que foi possível apurar, perto do posto de correios não estava ninguém à espera do autor do crime, tendo este fugido a pé.

JUNTA VAI TER DE PAGAR

De acordo com as palavras do autarca à Lusa, como o posto dos CTT de Cardigos funciona em instalações cedidas pela junta de freguesia, será a autarquia a responsabilizar-se e a assumir as despesas do assalto.
Um rombo muito grande às finanças da junta que, para não privar a população deste serviço público, cedeu o edifício e a funcionária, e ainda vai ter de devolver o dinheiro roubado

Carlos Leitão diz que vai tentar negociar com os CTT um pagamento faseado, porque de outra forma a autarquia, que tem um orçamento anual de 70 mil euros, não tem hipótese de pagar.

Também em declarações à Lusa, o presidente da Câmara de Mação, Vasco Estrela, disse não ser normal um assalto com esta violência numa localidade pacata, considerando que este é um caso grave de insegurança tendo em conta a hora da ocorrência e o local, no centro de Cardigos.

A GNR e a Polícia Judiciária estiveram no local, estando a investigar o caso.



PUB

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

Quem está Online?

Temos 401 visitantes e 0 membros em linha