PUB

chamusca gargalhadas

PUB

banner cms tagua

O Jardim da Liberdade, em Santarém, vai acolher, de 23 a 25 de Novembro, entre as 10h00 e as 17h00, a Feira das Tecnologias da Saúde. A iniciativa é organizada pelo Conselho Técnico dos Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica do Hospital de Santarém, órgão oficial que representa, dentro da instituição hospitalar, todas as profissões das Tecnologias da Saúde.

O objectivo desta feira é dar a conhecer à população em geral e à comunidade estudantil do 3º Ciclo – 10º, 11º e 12º anos, em particular, as diferentes profissões do vasto universo que são as Tecnologias da Saúde, para que, em tempo oportuno, possam fazer as suas escolhas, bem como dar o seu contributo na promoção da saúde e na melhoria da qualidade de vida da população.

 Outro dos objectivos é dar a conhecer os meios complementares de diagnóstico de que a população dispõe no distrito, nomeadamente no Hospital de Santarém e em entidades privadas, sediadas em Santarém, bem como promover alguns rastreios à população, disponibilizando, no local, stands em que a população pode realizar rastreios de audiologia, tuberculose, osteoporose, glicemia, colesterol, espirometrias e controle da tensão da tensão arterial.

Hipertensão arterial e risco cardiovascular global, insuficiência cardíaca e hipertensão pulmonar, verdades em arritmologia, fibrilhação auricular e anticoagulação e a cardiologia Ilustrada em didáticos casos clínicos são os temas centrais das XVII Jornadas do Serviço de Cardiologia do Hospital de Santarém, que decorrem sexta-feira e sábado, dias 4 e 5 de Novembro, na Praia d'El Rey, em Óbidos.

A organização espera cerca de 300 participantes, entre ara médicos, enfermeiros e técnicos de cardiopneumologia.

Recorde-se que a área de abrangência do Hospital de Santarém possui uma alta prevalência de doença coronária, o que tem levado o Serviço de Cardiologia do Hospital de Santarém a apostar nestas ações anuais.

O encontro inclui ainda a realização de três workhops, que vão incidir sobre urgências em cardiologia.

O Bloco de Esquerda considera que o Serviço Nacional de Saúde no distrito de Santarém dá sinais de uma “grave degradação”, em particular no Médio Tejo.

O diagnóstico dos bloquistas sublinha que a acontecer a anunciada redução de 60 por cento dos contratos com pessoal precário e em prestações de serviços nos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES), nos próximos três meses, será o caos completo e a prestação de cuidados primários entrará em colapso.

Milhares de utentes sem médico de família, carência de enfermeiros e de funcionários administrativos, são as principais falhas apontadas pelo Bloco que considera que a mobilização das populações, instituições, autarquias, comissões de utentes e partidos, é a única forma de minimizar o problema.

O Bloco de Esquerda acredita que é nas manifestações populares de utentes, como a que ocorreu recentemente em Ourém, que está a força que imporá as soluções que tardam.

Mais artigos...

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

scalhidraulica 2021

PUB

tagus docaria2021

PUB

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

ipsantarem mestrados

PUB

aguas ribatejo dia agua

PUB

cm almeirim bolsas

Quem está Online?

Temos 798 visitantes e 0 membros em linha