PUB

arripiado2

PUB

insantarem2022

PUB

visite santarem

PUB

banner alpiagra

PUB

Uma mulher grávida percorreu mais de 100 quilómetros entre o seu local de residência, Vila de Rei, no distrito de Castelo Branco, e o Hospital de Santarém, onde deu entrada no Serviço de Urgências já com o bebé morto.

wshoppingSlide thumbnail

O Hospital de Santarém confirmou que a mulher, de 41 anos, chegou pelos seus próprios meios e deu entrada nas urgências de obstetrícia, que esteve sempre em pleno funcionamento, e onde a equipa médica a diagnosticou com uma "morte fetal in uterus", o que significa que o feto já estava morto na barriga da mãe.

wshoppingSlide thumbnail

Numa situação normal, a maternidade de referência seria a do Hospital de Abrantes, a cerca de 30 quilómetros, que estava encerrada, o que fez a mulher optar por se deslocar para Santarém, numa viagem superior a 100 quilómetros.
Em comunicado, o Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), que gere a unidade de Abrantes, anunciou que vai abrir um inquérito de averiguações formal para apurar o que aconteceu, e apresentou também as condolências à utente e à família, pela "perda irreparável que enfrentam".
Segundo a Rede Regional conseguiu apurar, a gravidez da mulher, que já tinha chegado às 38 semanas de gestação, foi sempre acompanhada no sector privado.
O primeiro e único contato que tinha tido com os serviços de Ginecologia-Obstetrícia do Hospital de Abrantes foi para a realização de uma cardiotocografia (CTG), no passado dia 18 de julho, precisamente para avaliar as condições de desenvolvimento do feto antes do parto.

 



PUB

PUB

scalhidraulica 2021

PUB

PUB

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

armyaqua

PUB

cinema almeirim

Quem está Online?

Temos 709 visitantes e 0 membros em linha