PUB

chamusca jan fev

PUB

cms generico

 PUBaguas santarem app

A Direção Geral de Agricultura e Veterinária (DGAV) confirmou esta sexta-feira, 31 de dezembro, a existência de um foco de Gripe Aviária de Alta Patogenicidade (GAAP) numa exploração de perus situada em Praia do Ribatejo, concelho de Vila Nova da Barquinha, no distrito de Santarém.

wshoppingSlide thumbnail

O foco foi identificado no dia 30 pelo Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV), laboratório nacional de referência para as doenças dos animais.

Este é o terceiro foco detetado no país nos últimos dias. Os dois focos anteriores foram detetados a 1 de dezembro, numa capoeira doméstica em Palmela, e a 23 de dezembro, numa exploração de perus em Óbidos, existindo uma ligação entre essa exploração e foco da barquinha.

“Refira-se que as análises entretanto realizadas, nas zonas de restrição dos dois primeiros focos, deram todas negativo. Atualmente, estes dois focos estão contidos, ainda que sob vigilância”, refere a DGAV.

Tal como aconteceu nos dois primeiros focos, também neste caso no distrito de Santarém o plano de contingência foi ativado de imediato e as medidas de controlo previstas na legislação em vigor estão a ser implementadas no terreno pela DGAV.

Estas medidas incluem a inspeção aos locais onde foi detetada a doença e a eliminação dos animais afetados, assim como a inspeção às explorações pecuárias existentes nas zonas de proteção, num raio de 3 km em redor do foco, e notificação de vigilância num raio de 10 km em redor do foco.

Conforme previsto na legislação em vigor, será feita a indemnização pelo abate sanitário dos animais.

Até ao momento, não há evidência epidemiológica de transmissão da gripe aviária aos seres humanos através do consumo de alimentos, nomeadamente de carne de aves de capoeira e ovos.

Os trabalhadores envolvidos na eliminação dos focos registados até a esta data e que lidaram diretamente com as aves infetadas foram rastreados pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo e o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, até agora com resultados negativos.

O vírus da GAAP encontra-se em circulação em vários países da União Europeia, tendo sido identificado em aves selvagens migratórias provenientes da Ásia e do leste da Rússia e em aves de capoeira. A transmissão faz-se por contacto entre aves selvagens e domésticas e também por contactos entre as explorações pecuárias (trabalhadores, equipamentos, etc.) devido a quebras de biossegurança.



PUB

PUB

scalhidraulica 2021

PUB

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

ipsantarem mestrados

PUB

banner ar

Quem está Online?

Temos 821 visitantes e 0 membros em linha