PUB

chamusca banner comercio

PUB

banner comerciolocal

 PUBaguas santarem 600x110

Os números atuais da pandemia de Covid-19 em Rio Maior podem comprometer o desconfinamento não só naquele concelho, mas também nos concelhos vizinhos, casos de Santarém, Azambuja, Cadaval, Caldas da Rainha, Alcobaça ou Porto de Mós.

Slide thumbnail

Segundo os dados oficiais, entre 17 e 30 de março, Rio Maior era o segundo pior concelho do continente, apresentando uma incidência cumulativa a 14 dias de 334 casos por 100 mil habitantes, bem acima dos limites de 120 (grave) e 240 (muito grave).

Se a situação não melhorar para números abaixo dos 120 casos por 100 mil habitantes, Rio Maior não vai avançar para a terceira fase de desconfinamento, o mesmo podendo acontecer com os concelhos confinantes.

A autarquia já tomou medidas e iniciou esta semana uma campanha de testagem massiva à população, com testes gratuitos, que começou por ter uma adesão abaixo do esperado, mas que o município espera que aumente nos próximos dias, até porque o horário foi alargado.

“Estávamos preparados para realizar perto de 600 testes, com três equipas disponíveis, mas apenas apareceram entre 150 e 160 pessoas. Foi pena não ter sido melhor aproveitado”, disse à agência Lusa o presidente da autarquia, Filipe Santana Dias, admitindo que o facto de o horário coincidir com o expediente normal possa ter contribuído para a fraca adesão.

Assim, foi decidido manter a disponibilização de testes gratuitos num horário melhorado e acelerar a testagem nas grandes empresas do concelho.

Santana Dias foi um dos autarcas que ontem reuniu com o primeiro ministro, em videoconferência, tendo ficado acertado que a GNR vai intensificar o patrulhamento e a fiscalização, nomeadamente nos locais onde se têm verificado concentrações de grupos em incumprimento das regras que visam a diminuição dos contágios.

Recorde-se que o concelho vinha registando uma descida abrupta no número de infeções – de 647 em 1 de fevereiro para 15 em meados de março -, tendência que o surto numa panificadora fez inverter, com o surgimento de casos igualmente na comunidade, contabilizando nos últimos dias à volta de 50.

A esperança é que estes doentes tenham alta nos próximos dias e não haja muitos casos novos, de forma a que a incidência a 14 dias baixe para valores abaixo dos 120 casos por cada 100 mil habitantes.

NÚMERO DE NOVOS CASOS POR 100 MIL HABITANTES

Incidência cumulativa a 14 dias, entre 17 e 30 de março
CONCELHO INC
Abrantes 46
Alcanena 39
Almeirim 93
Alpiarça 99
Barquinha 80
Benavente 72
Cartaxo 21
Chamusca 33
Constância 0
Coruche 40
Entroncamento 60
Fª Zêzere 0
Golegã 112
Mação 32
Ourém 23
Rio Maior 334
Salvaterra 5
Santarém 33
Sardoal 27
Tomar 22
Torres Novas 14


ideiasdenegocios

 

Slide thumbnail

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

aguas ribatejo alpiarca

PUB

almeirim testes

Quem está Online?

Temos 445 visitantes e 0 membros em linha