PUB

chamusca covid responsavel

PUB

banner cms riscos

A administração do Hospital Distrital de Santarém (HDS) anunciou esta quinta-feira, 22 de outubro, a existência de um total de 82 profissionais ausentes da unidade de saúde devido à Covid-19, uma espécie de “tempestade perfeita” que se alia ao aumento de novos infetados na região, que há dois dias consecutivos bate o recorde diário de novos casos.

Slide thumbnail

De acordo com a agência Lusa, que cita fonte da administração, dos 82 ausentes, 31 estão infetados com o novo coronavírus (16 enfermeiros, sete assistentes operacionais, cinco outros profissionais e três médicos) e os outros 51 (30 enfermeiros, 16 assistentes operacionais e cinco médicos) foram colocados em isolamento profilático.

Citada pela Lusa, a administradora Ana Infante começou por garantir que os serviços, “por enquanto, estão todos assegurados", mas adiantou que o piso onde funciona o serviço de medicina não covid foi encerrado e desinfetado, estando 24 profissionais desta área (entre médicos, enfermeiros e assistentes) isolados nas suas residências após terem resultado positivo no teste.

A presidente do Conselho de Administração do HDS afirmou que todos os doentes foram transferidos para outras enfermarias e que as equipas de enfermagem foram reformuladas e distribuídas, com recurso a elementos de outros serviços, "onde faziam menos falta".

Como a Rede Regional avançou ontem em primeira mão, a administração já tinha confirmado a existência de um surto com 15 novos casos de profissionais infetados, na altura 10 enfermeiros, 3 assistentes operacionais, 1 médico e 1 assistente técnica.

“Como forma de prevenirmos que outros profissionais fossem contagiados, colocaram-se em isolamento profilático um total de 30 colaboradores dos diferentes grupos profissionais, de acordo com as instruções emanadas pela Autoridade Distrital de Saúde Pública”, disse na altura Ana Infante.

Neste momento há um total de 27 doentes internados com COVID-19, sendo 24 em enfermaria dedicada e 3 em unidade de cuidados intensivos.

Alertando para o facto de que "ainda há muita população que não cumpre" as medidas de prevenção, o HDS emitiu na quarta-feira um apelo a que, antes de se dirigirem ao hospital, os cidadãos "liguem primeiro para a Linha Saúde 24, através do número 808 24 24 24".

Por outro lado, apelou ao cumprimento das medidas de prevenção, como usar máscara, tossir para um lenço, papel ou braço, manter o distanciamento social, lavar frequentemente as mãos, usar álcool gel e tomar a vacina da gripe.

UM RECADO À NAVEGAÇÃO
Na sua página do Facebook, Ana Infante colocou esta quarta-feira uma publicação onde alertava para a necessidade todos terem um comportamento responsável, incluindo os profissionais de saúde.

“Penso nos comportamentos irresponsáveis de muitos, mas principalmente dos que trabalham na saúde, que teriam no mínimo o conhecimento e a obrigação de se protegerem a si e aos outros”, refere Ana Infante.

 

NOTÍCIAS RELACIONADAS:



leziria startup

 

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

Scalhidraulica

Quem está Online?

Temos 735 visitantes e 0 membros em linha