PUB

chamusca covid responsavel

PUB

banner cms escola

O Serviço de Patologia do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) já realizou, desde o início da pandemia, cerca de 7.500 testes ao Covid - 19.

Slide thumbnail

O presidente do Conselho de Administração do CHMT, Carlos Andrade Costa, disse mesmo na manhã desta quinta-feira, 28 de maio, que o Serviço de Patologia CHMT é um dos mais diferenciados do país e um dos serviços que mais esteve na linha da frente no combate ao Covid-19.

”Temos um laboratório dos mais diferenciados, um laboratório onde fizemos um conjunto de investimentos, em equipamentos de vanguarda, que nos permite responder cada vez melhor a esta situação de Pandemia", disse.

Carlos Cortes, diretor do Serviço de Patologia, salientou ainda a capacidade diferenciadora dos laboratórios, destacando que o "Serviço tem feito colheitas não só na área territorial do Médio Tejo, como temos ido para além desta área. Ainda esta semana estivemos em Vila de Rei e Sertã", explicou.

O diretor do Serviço de Patologia frisou ainda que "o laboratório está altamente diferenciado. Muitos hospitais do país não dão, ainda, resposta ao Covid-19. O CHMT dá essa resposta e fá-lo de duas formas: através da biologia molecular clássica, que é a mesma que se faz, por exemplo, no Instituto Ricardo Jorge, mas também através da biologia molecular mais rápida, que são os chamados testes rápidos", explica Carlos Cortes.

A presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas, que é também presidente da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, também visitou hoje o serviço de patologia, mostrando-se "agradada", e considerando que o CHMT preparou-se em tempo para esta pandemia. “Desde Janeiro que começou a preparar e a reorganizar serviços e circuitos para aquilo que nenhum de nós sabia o que viria", lembrou Anabela Freitas.



PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

almeirim melao

Quem está Online?

Temos 427 visitantes e 0 membros em linha