PUB

chamusca natal

PUB

cimt slideshow

PUB

reino natal

PUB

elgalego 2019

A Câmara de Alcanena vai instalar 18 equipamentos de monitorização no ar para saber quais os riscos e os produtos poluentes que estão a afetar o concelho, onde os maus cheiros regressaram com força nos últimos tempos, preocupando o descontentamento e meitas críticas por parte da população.

Slide thumbnail

Segundo a autarquia, os equipamentos ficarão localizados junto à ETAR e aterro, mas também junto às unidades industriais em cuja proximidade se verificam odores. Proceder-se-á também à instalação de um equipamento na Escola Secundária de Alcanena.

Esta segunda-feira, dia 14 de outubro, a Assembleia Municipal de Alcanena reuniu em sessão extraordinária para discutir a situação ambiental no concelho de Alcanena, tendo a presidente da Câmara, Fernanda Asseiceira, anunciado a participação ao Ministério Público por más práticas na utilização do Sistema de Alcanena, que configuram crime ambiental e colocam em causa a saúde pública.

A autarca assumiu a “procura de soluções”, ainda que enfrentando “uma realidade que diariamente se tem revelado muito dura, pela dificuldade em controlar o que tem chegado à ETAR”. segundo disse, tratam-se de “práticas incorretas” que, ao chegarem à ETAR, “dificultam e atrasam todo o processo de tratamento, provocando reações químicas ao longo de todo o Sistema com a libertação de gás sulfídrico”.

A autarca defendeu que não se quer acabar com a indústria de curtumes, como têm vindo a ser acusados, defendendo a existência de uma indústria de curtumes, em Alcanena, “que seja também uma referência nas boas práticas de produção e ao nível ambiental, com forte preocupação com o território e com as Pessoas.”

A autarca conclui a sua intervenção, afirmando ter “plena consciência da gravidade das ocorrências”, pelo que, apesar das diligências já tomadas ou em curso, levará à próxima reunião de Câmara, para deliberação, a proposta de “participação ao Ministério Público, por práticas promovidas pela utilização indevida do Sistema, que se afiguram de crime ambiental e de atentado à saúde pública”.

Para além de vários autarcas, a sessão contou também com as presenças de várias entidades publicas ligadas ao ambiente, saúde e segurança, e muitos populares que assim quiseram manifestar o seu descontentamento.



PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

anuncio2020

PUB

cmcartaxo natal

PUB

PUB

politeama rainhadaneve

Quem está Online?

Temos 378 visitantes e 0 membros em linha