Sáb, 15 Junho 2024

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Politécnico tem nova residência para 122 estudantes em Rio Maior

A tão desejada residência da Escola Superior de Desporto de Rio Maior (ESDRM) foi finalmente inaugurada esta quinta-feira, 6 de junho, cumprindo assim um velho sonho que vem desde o início do funcionamento da escola, uma das cinco do Politécnico de Santarém, no ano letivo de 1998/99.

Com uma capacidade para 122 camas, divididas por quartos duplos e individuais, a residência, localizada dentro do campus da escola, o que evita que os alunos tenham de fazer deslocações, possui cozinha, lavandaria, sala de estudo e todos os quartos, cujas portas funcionam com abertura via telemóvel, estão equipados com WC e frigorífico.

Destinada, em primeiro lugar, aos alunos que têm bolsa de estudo e aos alunos Erasmus, a residência tem preços a partir de cerca de 80 euros, com água luz e internet incluídas, valores muito inferiores ao preço de um quarto na cidade de Rio Maior.

Um fator que vai de encontro aos anseios de pais e alunos e que motivou todo o empenho de vários responsáveis do Politécnico de Santarém, sobretudo na última década. O presidente da instituição, João Moutão, que também liderou a ESDRM, agradeceu aos seus antecessores, assim como a autarcas e deputados, pelo trabalho conjunto que levou a obra a bom porto.

O ex-presidente da Câmara, Silvino Sequeira, assim como a anterior líder da autarquia e atual deputada, Isaura Morais, ambos presentes na inauguração, foram dois dos nomes recordados por João Moutão, que anunciou como meta passar das atuais 281 camas nas várias residências do Politécnico para 708. Em Rio Maior, além destas 122 agora inauguradas, haverá mais 64 ainda antes da abertura do ano letivo, num projeto da câmara local que está em fase final de obra.

O presidente da Câmara de Rio Maior, Filipe Santana Dias, salientou o papel de elevador social destas infraestruturas, que permitem que jovens de famílias com menos recursos possam frequentar o ensino superior, e que são também essenciais para a fixação de jovens.

MINISTRO FALA NUMA NOVA CULTURA

O ministro da Educação, Ciência e Inovação, Fernando Alexandre, não participou na cerimónia de inauguração, uma vez que a campanha eleitoral para as Eleições Europeias não permite que governantes participem neste tipo de eventos, mas, minutos antes, esteve na cerimónia de aniversário do Politécnico de Santarém, realizada na ESDRM, onde salientou a importância das residências universitárias.

O governante considera que o alojamento é cada vez mais importante para um bom ensino superior mas lamenta que durante muito tempo não tenha sido valorizado. Considera mesmo que existia um certo estigma para os alunos em residência, como foi o seu caso, enquanto frequentou a universidade.

Fernando Alexandre lembrou que há países onde os alunos, independentemente da sua origem, têm obrigatoriamente de ficar numa residência universitária no seu primeiro ano de ensino superior, uma regra que tem como objetivo fortalecer o espírito académico, fator onde as residências podem assumir um papel essencial.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB