Dezenas de populares de vários pontos do distrito de Santarém apuparam e vaiaram o ministro Miguel Relvas à entrada da Assembleia Municipal de Tomar, na terça-feira, 27 de Dezembro.

Os manifestantes, que exibiram faixas de protesto contra o encerramento de extensões de saúde no distrito, a cobrança de portagens na A23 e a extinção e fusão de freguesias, assobiaram ruidosamente quando Miguel Relvas, que é natural de Tomar e presidente da Assembleia Municipal, chegou à Praça da República para uma sessão deste órgão.

O ministro não se dirigiu aos populares que o aguardavam e parou por breves instantes apenas para receber os dossiers sobre estas questões que afectam o distrito, e que lhe foram entregues em mão por membros de comissões de utentes e dirigentes sindicais que organizaram este protesto.