PUB

cm chamusca covid

PUB

clickaporta

PUB

cms visitestr

PUB

castelo bode

 PUBaguas santarem 600x110

Imagem de arquivo / Ilustrativa

A Polícia Judiciária (PJ) esteve esta quarta-feira, 5 de maio, na Câmara da Chamusca para averiguar a aquisição de dois edifícios pelo município.

Slide thumbnail

A informação foi confirmada pelo presidente da autarquia. Em declarações à Agência Lusa, Paulo Queimado explicou que os inspectores estiveram no seu gabinete e solicitaram projectos e documentos aos serviços de Obras e de Contabilidade.

Em causa está a aquisição, em 2019, por 80 mil euros, de um edifício que foi do primeiro presidente do município pós 25 de Abril e que o executivo camarário deliberou adquirir no dia em que o herdeiro e, à data, proprietário, membro da lista da maioria socialista, assumiu funções em substituição de um vereador que se encontrava de férias, não tendo, contudo, participado na discussão e votação desse ponto, explicou Paulo Queimado.

O outro imóvel, conhecido como edifício Salter Cid, foi adquirido em 2015 por 463 mil euros, tendo o município anunciado então a intenção de aí instalar o arquivo municipal, ideia que veio a ser abandonada por se tratar de um edifício muito antigo, com chão de madeira, não reunindo as condições necessárias.

Paulo Queimado disse à Lusa que a aquisição deste imóvel veio resolver uma situação que se arrastava desde 2007, quando a anterior gestão CDU foi obrigada pelo tribunal a pagar uma renda mensal de 2.500 euros aos proprietários, situação que se prolongou até 2015.

Segundo o autarca, este edifício foi inserido no projeto de regeneração urbana que está em curso no concelho e o outro destina-se a acolher parte do arquivo, complementando o projeto que inclui a digitalização e a instalação de um gabinete de restauro.



PUB

PUB

scalhidraulica 2021

PUB

ipsantarem mestrados

PUB

Anuncio AR Chamusca

PUB

almeirim sopapedra

Quem está Online?

Temos 486 visitantes e 0 membros em linha