A Federação Distrital do Partido Socialista de Santarém apresentou esta semana uma lista de 14 investimentos prioritários, que deverão ser tidos em conta no PRR – Plano de Recuperação e Resiliência.

Slide thumbnail

Defendendo que o plano siga uma estratégia de territorialização e de coesão territorial, em que os municípios e as comunidades intermunicipais sejam parceiros da sua execução, os socialistas defendem igualmente que os investimentos previstos no Plano Nacional de Investimentos 2030 (Ligação IC9-A1 e Nova Travessia do Tejo) não sejam esquecidos, a par de outros que estão previstos noutros documentos, nomeadamente os missing links (exemplos de Rio Maior e Riachos) previsto no próprio PRR ou os que estão previstos nos investimentos da Infraestruturas de Portugal, como a reabilitação da Ponte Rainha Dona Amélia.

A lista de 14 investimentos prioritários para os socialistas é a seguinte:

a) Construção do acesso ao EcoParque do Relvão (onde são tratados os resíduos perigosos de todo o país), nomeadamente a conclusão do IC3/A13;

b) Resolução do problema de instabilidade das Barreiras de Santarém e reabilitação da Linha do Norte, no troço por concluir, reabilitando as estações e eliminando as passagens de nível existentes, incluindo a de Santana, através da construção do viaduto projetado;c) Despoluição da bacia hidrográfica do Tejo, nomeadamente os rios Almonda, Alviela e Nabão;

d) Estudo e desenvolvimento do Projeto Tejo;

e) Melhorias no Sistema de Água e Saneamento de Alcanena, resolvendo os problemas ambientais existentes;

f) Investimento na infraestrutura e equipamentos do Hospital Distrital de Santarém;

g) Inclusão dos Municípios na implementação de projetos de Eficiência Energética;

h) Promoção de Respostas Sociais, nomeadamente em creches;

i) Criação de novas unidades de cuidados continuados e saúde mental;

j) Concretização do projeto do Centro de Excelência e de Inovação Agro-Industrial na Quinta da Fonte Boa;

k) Melhoria das acessibilidades no Vale do Sorraia (IC10 e IC13);

l) Reabilitação da Ponte de Constância, para permitir a reabertura a pesados;

m) Construção da Área de Acolhimento Empresarial em Alcanena “Porta Norte”;

n) Solução para a infraestrutura pública existente no aeródromo e polígono de Tancos.