PUB

chamusca covid responsavel

PUB

banner cms riscos

O Plano Nacional de Investimentos (PNI) 2030, apresentado pelo governo no passado dia 22, merece da Direção da Organização Regional de Santarém (Dorsa) do PCP “o mais profundo”, pela “não contemplação de obras absolutamente estruturais e urgentes para o desenvolvimento económico e social do distrito”.

Slide thumbnail

Em comunicado, esta estrutura política comunista manifesta “a sua incompreensão e profunda objeção” à não contemplação de obras como a conclusão do IC3 (entre Atalaia e Almeirim), as novas travessias do Tejo na Chamusca e Constância, a nova travessia do Vale do Sorraia em Coruche, ou a modernização da Linha ferroviária do Norte entre Vale de Santarém e Entroncamento.
Anunciando que avançará com uma iniciativa parlamentar para tentar repor estes projetos no PNI2030, a Dorsa considera que estas “são algumas das reivindicações das populações do distrito de há muito tempo, que podem e devem ser inscritas como objetivo de investimento por parte do governo”.
Para o PCP, tratam-se de “investimentos e obras estruturantes que urge concretizar no sentido de dar corpo à muito propagandeada coesão territorial e melhoria da qualidade de vida”, sendo também urgente “a reversão de um conjunto de medidas tomadas por anteriores governos do PS, PSD e CDS-PP que agravam brutalmente as desigualdades territoriais e acentuam o despovoamento”.
São exemplo disso a manutenção das portagens na A10, A13 e A23, o não alargamento da redução do custo dos passes sociais ou o reforço dos transportes públicos, particularmente ferroviários, considera ainda esta estrutura política.

 



leziria startup

 

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

Scalhidraulica

Quem está Online?

Temos 747 visitantes e 0 membros em linha