PUB

banner chamusca alice

PUB

banner cms escola

A pandemia provocada pela COVID-19 já custou cerca de 750 mil euros à Câmara de Abrantes, entre apoios sociais diretos a famílias, empresas, associações e IPSS’s, bens alimentares e medidas relacionadas com a educação.

Slide thumbnail

Os números foram avançados pelo executivo municipal durante a última reunião de Câmara, onde o presidente Manuel Jorge Valamatos explicou que só na medida excecional da fatura ambiente, com a isenção e redução do custo com água, taxa de saneamento e taxa de resíduos sólidos e urbanos, a autarquia concedeu um apoio direto de 425 mil euros, quando tinha previsto apenas 250 mil euros.
Em bens alimentares, médicos e de proteção (luvas, máscaras, testes, equipamentos de proteção e produtos de higienização e limpeza, entre outros, a Câmara gastou cerca de 204 mil euros, a que se somam quase 69 mil euros na aquisição de material de educação como computadores, tablets e banda de acesso à internet, entre outros.
Os apoios sociais a famílias e empresas através de iniciativas de apoio diversas perfazem um total de 51 mil euros, explicou o autarca, sublinhando “a pandemia ainda é uma realidade com a qual temos de continuar a lidar, e sabemos que o seu impacto a nível económico e social se vai acentuar”.

 



Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

Scalhidraulica

Quem está Online?

Temos 448 visitantes e 0 membros em linha