PUB

chamusca variacoes

PUB

cms generico

A Câmara da Chamusca e a Junta de Freguesia de Ferrel assinaram no dia 21 de outubro, segunda-feira, um acordo para a adesão à Rede de Cultura da Região Nuclear, dinamizada por esta autarquia do concelho de Peniche.

Slide thumbnail

A rede foi constituída por iniciativa da Junta de Freguesia como forma de valorizar e promover o património cultural imaterial ligado à luta contra a instalação de uma central nuclear em Ferrel, em 1976.

A rede estende-se agora a vários municípios, situados num raio de 100km em redor de Ferrel, uma fronteira simbólica que representa a área que, teoricamente, seria afetada caso houvesse um problema na central nuclear que estava para ser construída e que, só não avançou, graças à luta popular da população de Ferrel.

Tratando-se da primeira grande causa ambiental defendida em democracia em Portugal, a luta antinuclear de Ferrel mobilizou, à altura, uma comunidade e o País em defesa dos valores da ecologia e da preservação das espécies. Por isso, o Município da Chamusca encontra plena afinidade com esta temática, até pela sua história recente de estar na linha do cluster nacional de ambiente, no Eco Parque do Relvão.

O presidente da Junta de Freguesia de Ferrel, Pedro Barata, que assinou o protocolo em conjunto com o presidente da Câmara Municipal da Chamusca, Paulo Queimado, explica que a sua freguesia quer retomar e recuperar a história desta luta através de uma exposição itinerante que irá percorrer os municípios aderentes à Rede que, em contrapartida, terão direito a incluir materiais promocionais turísticos e patrimoniais dos seus próprios territórios nesta mostra.

Além da exposição, o protocolo prevê ainda a partilha cultural entre as autarquias de Ferrel e da Chamusca, através de outras atividades, como a realização de conferências, e também a colaboração entre instituições de ambos os territórios.



PUB

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

Quem está Online?

Temos 735 visitantes e 0 membros em linha