PUB

chamusca paulo betti

PUB

cms generico

No espaço de 10 anos, a Câmara Municipal de Alcanena reduziu o passivo em cerca de 14 milhões de euros, comparando os cerca de 20 milhões de euros registados em 2009 com a previsão de que o endividamento do município vá ficar nos 5,6 milhões de euros, aproximadamente, no final de 2019.

Slide thumbnail

As contas foram avançadas pela própria autarquia, num balanço que o próprio executivo municipal liderado por Fernanda Asseiceira divulgou esta terça-feira, 15 de outubro, dia em que completou o segundo ano do seu terceiro mandato consecutivo na gestão do concelho.
No que se refere ao investimento, a nota da autarquia destaca as três grandes empreitadas em curso no concelho, a requalificação do mercado municipal (1,7 milhões de euros), a requalificação do terminal rodoviário e zona urbana envolvente (550 mil euros), e o centro escolar de Alcanena (cerca de 4 milhões de euros), e acrescenta que já está concluída a empreitada do Posto Territorial da GNR, embora seja uma obra da responsabilidade governo.
O ambiente continua a ser o grande problema no concelho, mas o executivo municipal destaca a criação do Observatório Ambiental de Alcanena, em 2018, a criação da empresa municipal Aquanena, e a monitorização ambiental, através de contrato de aquisição de serviços a uma empresa privada “para levantamento da qualidade do ar com um referencial de quatro campanhas (uma por trimestre)”.

 



PUB

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

Quem está Online?

Temos 277 visitantes e 0 membros em linha