PUB

chamusca covid responsavel

PUB

banner cms escola

NUNO ANTÃO

nuno1Domingo convida à preguiça e à viragem. Não me refiro, como é óbvio, à “preguiça” de que o Primeiro Ministro acusa tudo e todos, muito menos à viragem que a economia portuguesa iria sofrer em 2012, 2013, 2014, adiada agora para 2015. Até porque tanta volta acabou por nos trazer exatamente ao mesmo sítio, mas em estado muito pior, catastroficamente piores do que estávamos, fatigados do fanatismo fiscal, esgotados com a ginástica mensal de fazer aproximar o fim do mês do fim do ordenado e muito mais preguiçosos e estranhamente muito mais tolerantes com as políticas governamentais.

A preguiça e viragem a que me refiro é mesmo aquela que nos faz ficar no sofá e que compete em força com a escrita que o compromisso estabelecido me obriga.

Escrevo sobre o quê?

Sentado no sofá, viro-me para um lado e recordo Pires de Lima; não, é mau demais!

Meia volta e dou com Cavaco a pedir para não lhe pedirem para ir contra a Constituição; a tentação para escrever é grande, mas pouco ou nada de diferente é possível dizer depois do “irrevogável” de Portas, é apenas mais um que diz uma coisa e faz outra ou será faz uma coisa e diz outra?!?

Outra meia volta e ocorre-me que gastamos mais de 1% do PIB com a diabetes, que milhões de pessoas são afetadas e que é mesmo por este investimento que fazemos na doença e nos hospitais que nos obriga a repensar tudo é centrar o investimento na promoção da saúde, mas ninguém quer ler sobre isto ao domingo…

Mais meia volta e os olhos param no livro de Savater, "Ética para um Jovem". Salta cá dentro a frase "como ninguém é capaz de saber tudo, não temos outro remédio senão escolher e aceitar com humildade o muito que ignoramos”. E logo a seguir outra, cujo autor me escapa: “a liberdade não é uma filosofia e nem sequer é uma ideia: é um movimento da consciência que nos leva, em certos momentos, a proferir dois monossílabos: sim ou não”.

Percebendo que voltei à posição inicial, com a humildade que muito ignoro e com a consciência livre, digo não! Hoje não me apetece escrever, cedo à preguiça dos preguiçosos que sabem que Passos vai falhar novamente, que Pires de Lima é mesmo aquilo que mostrou, que Cavaco se está borrifando para a Constituição e que um dia destes diremos não às doenças e sim à saúde de todos! (a começar pela mental, correndo com esta gente toda nas próximas eleições).

Nota: e porque cautela e canjas de galinha não fazem mal a ninguém, as frases citadas estão fora de contexto, pelo que não estão sujeitas a outra interpretação senão a minha.



praca maior 01

 

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

almeirim melao

Quem está Online?

Temos 291 visitantes e 0 membros em linha