PUB

chamusca paulo betti

PUB

cms generico

MARCO OLIVEIRA DOMINGOS, Assessor de Comunicação

Escrevo-vos as próximas linhas diretamente do pior concelho do distrito de Santarém. Estou em Salvaterra de Magos e a ter em conta um estudo da Universidade da Beira Interior, este concelho está como o Sporting para o futebol, à beira da descida de divisão.

No ranking dos 308 concelhos deste país, Salvaterra de Magos surge na posição nº 262. Não é naturalmente motivo de regozijo para ninguém viver no pior concelho do distrito de Santarém. Mas, para alguns, o estudo caiu que nem ginjas. Estamos em ano de eleições e há que aproveitar todos os argumentos à mão para mais uma alfinetada ao poder.

Este estudo baseia-se em vários items que, todos somados, dão a pontuação final que coloca Salvaterra de Magos num lugar comparável às prestações de Portugal no Festival da Eurovisão da Canção.

Entre os mais diversos indicadores (são cerca de 40), destacam-se equipamentos de comunicação, que incluem o número de habitantes por postos de correio, o número de acessos telefónicos, os equipamentos de saúde (farmácias e postos farmacêuticos), o número de hospitais, o número de centros de saúde e extensões dos centros de saúde,  equipamentos culturais (museus, jardins zoológicos, jardins botânicos e aquários), o número de galerias de arte. Pois é verdade que aqui por Salvaterra ainda não temos zoológico e as galerias de arte também não abundam.

Estamos em 262º e em queda livre. Porque a ter em conta a quantidade de postos de correio e extensões de centro de saúde que nos retiraram nos últimos anos estamos bem tramados. Dando um exemplo, atualmente na minha freguesia existe um médico de família para uma população de 6336 mil utentes.

Prefiro mil vezes viver no 262º concelho do país do que em muito boa cidade em que certamente as intermináveis filas de trânsito, assaltos e poluição do ar não contam para o dito estudo.

Não vivo num concelho perfeito, mas sei que no que toca a índices de vitalidade económica, este concelho dá 15 a 0 a concelhos como Santarém e Cartaxo onde a vergonhosa dívida do município castra as ambições das gerações vindouras.

Quem vive no pior concelho do distrito de Santarém sente na pele as limitações desta terra. Mas ninguém nos consegue tirar a qualidade "devida".

 

Marco Oliveira Domingos

Assessor de Comunicação



PUB

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

Quem está Online?

Temos 679 visitantes e 0 membros em linha