PUB

cm chamusca covid

PUB

clickaporta

PUB

cms visitestr

PUB

castelo bode

 PUBaguas santarem 600x110

José Carlos Antas

jose carlos antasNeste artigo de opinião quero falar de coisas boas e positivas. Recuso-me a falar de violência, tragédias ambientais, atentados e outras desgraças deste mundo. Também não vou falar de políticos indecisos que adiam o nosso futuro com truques de retórica, escudando-se nas leis, na constituição, em reuniões atrás de reuniões, em tudo e mais alguma coisa, antes de decidir, quando neste momento já devem saber o que vão fazer há muito tempo.

Neste artigo quero lembrar a família, os amigos, os colegas, as pessoas que gostam de nós, que nos apoiam e ajudam no dia-a-dia. Aqueles que sabemos que quando precisamos estão disponíveis, aqueles a quem não necessitamos dizer nada e nos entendem pelas nossas ações, pelos gestos e pelas expressões do rosto, mesmo que nós tentemos disfarçar.

Quero lembrar os pais, as mãos que nos ampararam quando demos os primeiros passos, que nos ajudaram a atravessar as estradas, que nos guiavam pelos passeios, nos abraçavam quando tínhamos pesadelos e cuidavam de nós quando estávamos doentes. Da segurança que nos transmitiam e faziam do nosso mundo, um mundo seguro onde as coisas más acontecem muito longe.

Quero lembrar os irmãos, os primos, os amigos que brincavam e brigavam connosco, discutíamos muito, mas no instante seguinte já estávamos a rir. A bicicleta, a rua, a bola, o bairro, a escola, os joelhos esfolados e os risos desdentados. Quando a infância é feliz, o lado mau está tão distante que parece irreal.

Quero lembrar os colegas que nos ajudam no trabalho, com quem fazemos uma verdadeira equipa, que quando precisamos asseguram o nosso turno, que nos acompanham uma grande parte da nossa vida e enfrentam os mesmos problemas e partilham as mesmas situações.

Quero lembrar as festas com amigos, com a família, os almoços e jantares, os passeios, as viagens, os encontros de antigos alunos onde se recordam as histórias de décadas atrás e nos rimos como se tivessem acontecido ontem.

Quero lembrar aqueles que dão o seu tempo a causas sociais, em associações humanitárias ajudando quem precisa dando um pouco de si. Aqueles que em sociedades recreativas ou clubes amadores, encaminham os jovens para a cultura e o desporto, para uma vida saudável, para um convívio salutar na sociedade. Aqueles que lutam pelo meio ambiente e pela natureza, tantas vezes descurada por todos.

Porquê lembrar isto? Porque enquanto houver amor, amizade, solidariedade, cidadania, fraternidade, entreajuda, ainda há esperança na humanidade. Todos os dias há exemplos deste lado bom, em muito maior número que o lado mau, porém, é este último que faz mais ruído, que causa mais impacto e inunda os meios de comunicação social fazendo crer que o caos e o medo impera.

Somos melhor que isso. Vale a pena acreditar. Vale a pena viver. Vale a pena agir.



PUB

PUB

scalhidraulica 2021

PUB

ipsantarem mestrados

PUB

Anuncio AR Chamusca

PUB

almeirim sopapedra

Quem está Online?

Temos 683 visitantes e 0 membros em linha