PUB

cm chamusca covid

PUB

clickaporta

PUB

cms visitestr

PUB

castelo bode

 PUBaguas santarem 600x110

José Carlos Antas

jose carlos antasEstamos de novo em tempo de férias, pelo menos para uma grande maioria dos portugueses. De facto, o Agosto é quase por imposição o mês mais “utilizado” para descansarmos das rotinas e cansarmo-nos com as férias. Mas também deverá ser o período indicado para fazermos um balanço do que correu melhor e pior ao longo do ano laboral e letivo. Na minha opinião, existem dois momentos destes durante o ano: um é o final do ano no calendário e o outro é o mês em que interrompemos a nossa atividade para gozarmos o maior período das nossas férias.

Nesses períodos devemos, em família ou connosco próprios, fazer um balanço do que foi realizado e estabelecermos novas metas a atingir. Traçar objetivos motiva-nos para continuar a trabalhar, incentiva-nos o empenho, a eficiência e a dedicação. E quando os conseguimos realizar, sentimos a satisfação por mais uma etapa superada.

Porém, antes de tudo, temos de ter a consciência que os objetivos/metas que pretendemos traçar deverão ser acessíveis, adequados às necessidades e às nossas capacidades, sejam elas que de que tipo forem, por exemplo: completar uma maratona (capacidade física), tirar o curso de Astrofísica (intelectual), dar a volta ao mundo (financeira) ou caçar numa reserva natural protegida (ilegal e…indescritível).

Igualmente este período deve ser uma altura de diálogo, no caso de o agregado ter mais que uma pessoa. Não só no que respeita aos projetos a realizar (pois os objetivos de uns, quase sempre, influenciam a vida dos outros), como também falar do que correu bem e menos bem. O tal balanço familiar. Discutir os assuntos, delinear estratégias e planeamentos para melhorar o desempenho escolar, profissional, o relacionamento interpessoal, etc.

Tudo isto parece simples, fácil e lógico, mas sabemos que na realidade não é bem assim. Existem barreiras de comunicação, de personalidade e de tempo, mesmo no período de férias, que implicam que estas pequenas/grandes coisas não se realizem. São adiadas e o diálogo, por vezes, é mínimo, ocasional e pouco profundo. E a essência perde-se, o conteúdo é vago e as pessoas que vivem connosco podem tornar-se a pouco e pouco desconhecidas.

Por isso o período de férias é importante, não só para recarregar baterias e descansar da rotina, mas ter tempo de qualidade com quem está mais perto. Dialogar, projetar o futuro próximo, planear em conjunto, envolver todos nos projetos da família.

Aproveite, viaje, descanse, reflita. Boas Férias.

 



PUB

PUB

scalhidraulica 2021

PUB

ipsantarem mestrados

PUB

Anuncio AR Chamusca

PUB

almeirim sopapedra

Quem está Online?

Temos 1027 visitantes e 0 membros em linha