PUB

chamusca variacoes

PUB

carnaval santarem

Rui Barreiro

rui barreiro

Hoje, quando escrevo esta prosa, é um dia especial para muitas crianças. Ainda bem! Já lá dizia o poeta português de referência que “o melhor do mundo são as crianças”. O seu sorriso e a sua simplicidade deveriam ajudar-nos nesta vida em que não sabemos, enquanto adultos, aproveitar as coisas simples da vida.

Os “adultos” da política andam nesta altura entretidos com os orçamentos. O orçamento de estado (OE) vai, tudo indica, deixar Santarém mais uma vez esquecida. Inadmissível a falta de atenção dada aos problemas das barreiras de Santarém que nos deixam, desde o verão, apenas com um acesso (em “obras de Santa Engrácia” que nunca mais acabam) à estação na Ribeira de Santarém.

Nas horas de ponta é ver as filas enormes e novos e velhos a correr para a estação devido às filas que muitas vezes quase chegam junto à estrada militar! Mas podia lembrar outras obras essenciais ao nosso desenvolvimento que parece ficarem, mais uma vez, fora do OE, sem grandes preocupações dos deputados dos partidos da coligação que suporta o governo, eleitos pelo distrito de Santarém!

Quanto ao orçamento municipal as esperanças não são muitas. As heranças pesadas, designadamente a dos últimos dois mandatos de governação municipal, que duplicaram a dívida e o número de funcionários e mais do que duplicaram as despesas correntes, exigem medidas de gestão ousadas e criativas, mas também de um discurso que traga esperança e onde se vislumbre um rumo para a problemática e difícil situação que o município atravessa e que devia ser assumida desde o início deste mandato.

Com uma operacionalidade muito fraca (veja-se o caso dos resíduos sólidos, vulgarmente conhecidos por lixo) e uma incapacidade de usar os meios humanos e materiais disponíveis tornar-se-á inevitável recorrer a medidas ainda mais gravosas para todos nós que já suportamos taxas máximas e a água das mais caras do distrito.

Defendi, desde do início deste mandato, uma via dialogante da gestão municipal. Considero mesmo que só assim poderemos tomar as melhores medidas para ultrapassar este “deserto” que atravessamos em Santarém. Mas parece que é difícil e trabalhoso governar com todos. No entanto, só assim será possível melhorar. A CDU e o PS podem ajudar. A abstenção da oposição, apesar das críticas, mostra boa vontade e disponibilidade. Assim queiram essas ajudas! Este orçamento, segundo a informação que obtive, não foi elaborado por essa via. Oxalá o próximo o seja.

Mas voltando às coisas simples da vida, quero dar os parabéns ao Centro Cultural Regional de Santarém. Foi no Fórum Mário Viegas que Santarém recebeu José Quaresma e Bento Domingues. Casa cheia, sem representantes da Diocese (frei Bento é um ilustre teólogo) e da câmara - se estavam na sala eu não os vi - onde foi possível aprender a lição da simplicidade e também que a grandeza está no nosso coração e na nossa capacidade de amar.



PUB

PUB

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

barquinha savel lampreia 2020

PUB

Quem está Online?

Temos 608 visitantes e 0 membros em linha