Qui, 13 Junho 2024

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Sargento da GNR absolvido de tortura sobre feirantes

O ex-comandante do posto da GNR de Coruche foi absolvido de todas as acusações de tortura e ofensa à integridade física sobre três feirantes que foram detidos durante uma briga nas festas da vila, em Agosto de 2010.

Esta quinta-feira, 11 de julho, a juiz presidente do coletivo explicou durante a leitura do acórdão que as mais de 30 testemunhas ouvidas durante o julgamento deixaram relatos contraditórios, incoerentes e pouco credíveis sobre as acusações que pendiam sobre o primeiro sargento Sérgio Malacão.

Numa das sessões, uma mulher admitiu mesmo que estava a mentir durante o depoimento para tornar credível a versão dos vendedores ambulantes.

Perante a impossibilidade de apurar uma versão próxima da verdade, o tribunal decidiu absolver o sargento e dois dos feirantes, Carlos Dias e Diamantino Dias, pai e filho, que também responderam neste processo por ofensa à integridade física, injúria e ameaças ao militar.

Sérgio Malacão admitiu que recorreu à força para deter os vendedores no recinto das festas de Coruche, onde foi agredido numa briga, mas negou sempre ter torturado e humilhado os queixosos dentro do posto da GNR, tal como vinha descrito na acusação do Ministério Público.

No final da leitura do acórdão, a família dos feirantes não escondeu o seu descontentamento com a decisão do tribunal, mas o advogado que os representa, Manuel Ferreira, disse ainda não ter decidido se vai apresentar recurso.

O advogado do sargento Malacão optou por não prestar declarações, tendo apenas sublinhado que a absolvição do militar foi de encontro à decisão que já esperava.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB