Qui, 13 Junho 2024

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

PSP apanha grupo de mulheres suspeitas de furtos em lojas

A PSP de Santarém identificou esta terça-feira, 6 de novembro, um grupo de seis mulheres suspeitas de realizarem vários furtos em estabelecimentos comerciais da região.

As primeiras duas mulheres foram detidas cerca das 15h00, após a polícia ser alertada por um funcionário de um estabelecimento comercial de uma grande superfície, que duas mulheres se tinham posto em fuga, após terem passado a caixa registadora sem efetuar o pagamento de vários artigos, descrevendo as fisionomias e a roupa que traziam vestida.

Nas buscas feitas nos arredores daquele estabelecimento, a polícia não demorou a encontrar as suspeitas, que estavam escondidas atrás de uma viatura e se colocaram, de imediato, em fuga, deixando ficar vários sacos contendo diversas peças de vestuário e calçado, as quais foram recuperadas e posteriormente entregues aos seus legítimos proprietários.

Após uma perseguição rápida, a PSP deteve as duas mulheres e, já na esquadra, foi apreendido um alicate próprio para cortar alarmes dos artigos em questão na posse de uma delas.

Como havia informação que outras lojas da cidade tinham sido assaltadas da mesma forma, a polícia espalhou vários operacionais em vários pontos da cidade, tendo sido então uma viatura suspeita, na qual se encontravam outras quatro mulheres que, confrontadas com a situação ocorrida, prontamente entregaram seis sacos revestidos de material metálico (papel prata), com o mesmo tipo de artigos, não tendo as suspeitas conseguido justificar a sua proveniência e confessaram que o grupo era formado por seis indivíduos todas do sexo feminino e que atuava em conjunto.

Uma das suspeitas acima referidas foi detida pelo facto de sobre a mesma recair um Mandado de Detenção e Condução a Tribunal, sobre um processo de Lisboa.

As suspeitas, todas referenciadas pela prática de vários crimes de furto no interior de estabelecimentos comerciais, usando um gancho/alicate para desarmar os alarmes, são residentes na área de Lisboa, com idades compreendidas entre os 26 e 28 anos.

O valor do material recuperado e apreendido ronda os 1.600 euros.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB