Qui, 18 Julho 2024

PUB

RODAPE-CONTEUDOS

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Movimentos ecologistas projetam ecovia na bacia do rio Maior

movimentosecologistas

Três movimentos ecologistas vão apresentar um projeto para a criação de uma ecovia ao longo do ramal da antiga linha férrea de Rio Maior, entre Rio Maior e o Vale de Santarém, com continuação pelo combro do rio Maior e Vala de Azambuja, a partir da Ponte de Asseca.

A proposta saiu de uma reunião de trabalho que juntou a Associação Eco-Cartaxo, o Movimento Ecologista do Vale de Santarém e o Movimento Ar Puro, de Rio Maior, e que serviu para analisar as ameaças ecológicas que afetam a bacia do rio Maior.

Segundo os movimentos, o traçado “será uma mais-valia para a zona envolvente do leito do rio Maior, utilizando as condições naturais existentes para práticas saudáveis ao ar livre, caminhadas, passeios a pé, em bicicleta, pesca, canoagem, orientação e outras, proporcionando, nas margens do rio, uma revitalização e encontro das populações, com práticas de respeito e de defesa da natureza”.

O projeto de criação da ecovia vai ser apresentado junto das autarquias de Rio Maior, Santarém, Cartaxo e Azambuja, e deverá ser acompanhado de ações concretas de despoluição do leito do curso de água, que continua a ser ameaçado pelos atentados ambientais de fábricas e suiniculturas.

“Não cumprindo as regras legais estabelecidas, transformam o rio num vazadouro de matérias poluentes, a que se somam as descargas não tratadas de esgotos urbanos, inclusive da ETAR de Santarém”, denunciam os movimentos, que consideram que esta situação atingiu um “estado vergonhoso”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB