Sex, 1 Março 2024

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Médio Tejo vai ter mais 150 fogos de habitações a custos acessíveis

A Comunidade Intermunicipal (CIM) e os municípios do Médio Tejo, assinaram esta quinta-feira, 8 de fevereiro, 15 acordos de colaboração com o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), que permitirão a construção ou reabilitação de 150 fogos, representando um investimento total de cerca de 24 milhões de euros.

Na cerimónia, realizada em Torres Novas, o presidente da Câmara Municipal, Pedro Ferreira, manifestou o seu contentamento por acolher no seu município a cerimónia, referindo que a mesma se revestia de grande importância e sendo mais um bom exemplo do trabalho efetuado no âmbito da intermunicipalidade do Médio Tejo.

Já o presidente da CIM Médio Tejo, Manuel Jorge Valamatos, falou de coesão territorial e salientou que estes acordos, que significam mais habitações a custos acessíveis, pretendem “corresponder à capacidade de atrair e fixar mais pessoas para o nosso território”.

“A questão da habitação desempenha aqui um papel importantíssimo, pois permite-nos aumentar a possibilidade a muitas franjas da população em ter habitações dignas, a custos mais acessíveis e, sobretudo, neste contexto difícil em que nos encontramos na área da habitação”, afirmou Manuel Jorge Valamatos.

“Muito agradecemos ao IHRU a confiança depositada em todos nós e hoje estamos aqui a confirmar 39% daquilo que é o nosso compromisso com esta entidade”, salientou o autarca.

Estas habitações a edificar na região são uma resposta efetiva para famílias com menores rendimentos, mas também, para a classe média e para os mais jovens, que se querem fixar no território do Médio Tejo. São habitações que conferem rendas acessíveis para as famílias, que não encontram respostas no mercado tradicional por incompatibilidade entre os seus rendimentos e os valores de renda praticados nos dias de hoje.

Recorde-se que este foi um processo iniciado no dia 23 de junho de 2023, onde na CIM Médio Tejo, em Tomar, foi assinado o protocolo inicial de colaboração com o IHRU, que prevê atingir cerca de 1.100 habitações na região, num investimento total próximo dos 150 milhões de euros.

Seguidamente, a 22 de setembro de 2023 foram assinados, em Sardoal e em Alcanena, a primeira fase dos Acordos de Colaboração, que permitiram a construção ou reabilitação de 226 fogos, representando um investimento total de cerca de 32 milhões de euros.

Com esta segunda fase, assinada na quinta-feira, atinge-se os 39% do investimento protocolado com o IHRU.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB