Ter, 23 Abril 2024

PUB

RODAPE-CONTEUDOS

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

GNR desmantela farmácia online que funcionava a partir de Almeirim

O Núcleo de Investigação Criminal de Santarém da GNR apreendeu mais de dois mil fármacos, no dia 16 de dezembro, em Almeirim, tendo identificado um homem de 44 anos e uma mulher de 41, por suspeita dos crimes de fraude sobre mercadorias, violação de exclusivo de patente, contrafação, corrupção de substâncias alimentares ou medicamentosas e fraude fiscal.


A operação surgiu na sequência de uma investigação que decorreu durante cerca de seis meses, tendo-se apurado que o casal importava e vendia fármacos ilegalmente, não certificados pela Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (INFARMED), comercializando também artigos estimuladores da libido e potenciadores sexuais.

A investigação da GNR está ainda a tentar confirmar a suspeita de que os dois pudessem fabricar os próprios medicamentos, que depois vendiam através da internet e que são de composição desconhecida, o que poderia colocar em causa a saúde pública.

A GNR garante que “foi desmantelada toda a empresa, através da apreensão de diverso material, tendo ainda sido verificado que a «farmácia online» não se encontrava registada, estimando-se que tenha existido evasão fiscal na ordem de 250 mil euros desde 2014.

Foi ainda realizada uma busca domiciliária, quatro buscas em veículos, uma busca em apartado de correio e outra em plataforma digital, que resultou na apreensão de 2.100 comprimidos medicamentosos, 19 cremes e géis para potenciar a performance sexual, duas máquinas para fabricar blisters, um molde para fabricar blisters, uma impressora de estampagem e colagem de rótulos, cerca de 4 mil embalagens para acondicionar comprimidos, 940 euros em notas e moedas, documentos relativos a faturação e recebimento de quantias monetárias, e diversos vales de dinheiro e cheques à ordem do suspeito.

Os suspeitos foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Almeirim.

A operação contou com a colaboração da Autoridade Tributária e Aduaneira e do INFARMED, e, com o reforço do Núcleo Técnico Pericial do Comando Territorial de Coimbra.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB