Dom, 16 Junho 2024

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Família de idosa apresenta queixa contra lar ilegal

A neta de uma idosa de 83 anos apresentou uma queixa-crime na GNR contra a Casa de Acolhimento Sénior, em Fazendas de Almeirim, por negligência grosseira e maus tratos.
A proprietária do lar não esconde que tinha excesso de utentes quando foi visitada pelos militares do posto de Almeirim, na sequência de uma denuncia dos vizinhos por falta de energia elétrica numa das duas casas onde acolhia utentes, mas nega cabalmente as acusações da família desta idosa.


“Encontrámos a minha avó cheia de fome, com falta de higiene há vários dias e muitas feridas no corpo”, relatou à Rede Regional a neta, que pede reserva de identidade, acrescentando que a família suspeita “que lhe batiam e que era sedada com medicação para dormir que não lhe tinha sido prescrita”.
As escaras profundas que apresenta nas pernas e num pé são exemplo da negligência a que foi sujeita, explica a queixosa, acrescentando que a avó “está bastante traumatizada”.
“Ao longo de oito meses, a família veio cá todos os fins de semana e nunca se queixou de nada. Agora que arranjaram vaga noutra instituição é que andam com estas mentiras”, afirma Adelaide António, a dona da casa de acolhimento.
“Nunca um idoso aqui foi maltratado”, garante a mesma, explicando que este caso refere-se a uma idosa com problemas de saúde bastante complicados, como demência e diabetes, mas a quem nunca faltaram cuidados médicos ou de enfermagem.
Adelaide António garantiu ainda à Rede Regional que já está a tratar da legalização da casa de acolhimento junto da Segurança Social, e que vai ficar a trabalhar apenas com o número de idosos que a lei lhe permite.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB