Ter, 21 Maio 2024

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Dono de bordel detido por homicídio no Entroncamento

Mais de 13 anos depois do crime, a polícia brasileira deteve o dono de um antigo bordel no Entroncamento, que é suspeito de ter assassinado a tiro um cliente português por uma dívida de 25 euros.


A Polícia Federal de São Paulo anunciou a detenção de Sandro da Silva, de 42 anos, que andava fugido às autoridades desde a madrugada de 28 de janeiro de 2007, data em que se envolveu numa acesa discussão com dois clientes, um padeiro chamado Luís Nunes, e um cidadão de nacionalidade ucraniana.
O suspeito puxou de uma arma de fogo e começou por disparar sobre o emigrante de leste, tendo, de seguida, atingido com um tiro na cabeça a vítima mortal, que tinha 40 anos à data dos factos.
Mesmo ferido, segundo o jornal Correio da Manhã, Luís Nunes ainda tentou fugir do espaço de diversão noturna ao volante do seu carro, mas acabou por ter um acidente de viação que o deixou inconsciente.
O homem foi socorrido e transportado para o Hospital de Torres Novas, onde veio a morrer no dia 2 de fevereiro.
O agressor, que geria o espaço dedicado à prostituição com a sua mulher na altura, conseguiu fugir primeiro para Espanha e depois no Estado de Mato Grosso, no Brasil.
Sandro da Silva não pode ser extraditado para Portugal para responder pelos crimes, mas está em prisão preventiva no Brasil, aguardando-se o envio do processo judicial para o início do julgamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB