Seg, 15 Julho 2024

PUB

RODAPE-CONTEUDOS

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Cordão humano percorre ruas contra a precaridade


A marcha contra o empobrecimento organizada pela CGTP reuniu mais de 100 manifestantes em Santarém, formando um cordão humano que percorreu as ruas da cidade entre o Centro Distrital de Segurança Social e o Largo do Seminário, na tarde de sexta-feira, 12 de abril.

A ação que se realizou no Entroncamento, de manhã, registou uma adesão superior à iniciativa que decorreu na capital de distrito.

As palavras de ordem dos participantes invocaram um novo 25 de Abril e o fim das medidas de austeridade imposta pela Troika, que deverá fazer uma nova visita a Portugal nas próximas semanas.

Entre os manifestantes, estiveram Francisco Madeira Lopes, o cabeça de lista da CDU à Câmara de Santarém, e Rui Aldeano, o coordenador da União dos Sindicatos de Santarém (USS), que revelou à Rede Regional que esta foi uma ação simbólica contra as medidas de austeridade do Governo de Passos Coelho.

São medidas que “têm afundado o país e a região, levando à destruição dos setores produtivos, destruindo postos de trabalho e condicionando a nossa soberania”, frisou o responsável, numa opinião também partilhada por Lúcia Gonçalves, sindicalista da Sonae, que defendeu “o aumento dos salários e pagamento de horas extraordinárias".

“Primeiro o Ulrich e agora o Belmiro de Azevedo, dizendo que é necessário baixar salários” criticou Rui Aldeano durante o discurso proferido no Largo do Seminário.

O coordenador da USS manifestou-se satisfeito com a adesão à marcha, uma vez que foi realizada em dia de semana e dentro do horário de trabalho normal.

No final desta ação em Santarém, grande parte dos manifestantes dirigiu-se para Samora Correia para participar na última ação de protesto do dia, um percurso a pé pela ponte de Vila Franca de Xira que teve início pelas 18 horas.

A marcha contra o empobrecimento terminou no sábado, em Lisboa, em frente à Assembleia da República.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB