Dom, 3 Março 2024

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Casas velhas estão a ser recuperadas na Chamusca

A Câmara da Chamusca estabeleceu um protocolo com a associação privada sem fins lucrativos “Just a Change”, que se dedica à reconstrução de casas de famílias carenciadas, promovendo a habitação condigna a quem vive em condições de precariedade habitacional.


O plano de intervenção, segundo uma nota de imprensa do município, “tem a duração de um mês, está a ser desenvolvido por cerca de 30 voluntários e contempla a intervenção de oito habitações do concelho”, num investimento total que ronda os 90 mil euros.

{creativeslider id=”15″}
A primeira fase do plano de ação já decorreu entre os dias 3 e 17 de julho, nas freguesias do Chouto, Semideiro, Gaviãozinho e Chamusca, sendo que a segunda fase irá decorrer de 14 a 28 de agosto, em Vale de Cavalos e Pinheiro Grande.
Na seleção dos agregados familiares a apoiar, segundo explica a autarquia, “tiveram prioridade os que se encontravam social e economicamente mais desfavorecidos, e em condições de habitação mais degradadas”.
Dos trabalhos de intervenção destaca-se a substituição ou reconstrução de telhados, reparação de pavimentos, reparação de paredes interiores e exteriores e pintura integral das mesmas, reparação do circuito elétrico, revisão da canalização e do sistema de aquecimento, substituição de portas, reparação de fissuras estruturais nas paredes, ligação à rede de água e eletricidade, ligação aos esgotos ou recolha de entulho.
As intervenções operadas pela “Just a Change” são levadas a cabo por centenas de voluntários, que reabilitam dezenas de casas por ano.
De acordo com a Associação, a pobreza habitacional afeta mais de 420 mil portugueses, sendo que cerca de 23% da população portuguesa não consegue manter a casa quente, mais de 60 mil portugueses não têm água canalizada nem saneamento e mais de 30 mil não têm eletricidade em casa.
“O município tem consciência da vulnerabilidade social do concelho, e é por isso que temos vindo a ajustar medidas e respostas em conjunto com os nossos parceiros sociais, com o objetivo de promover e melhorar a sua qualidade de vida”, salienta a vice-presidente da autarquia, Cláudia Moreira.
A vereadora elogiou também o trabalho dos jovens voluntários, que “numa verdadeira lição de humildade, abdicam regularmente das suas férias de verão, para se dedicarem a ajudar famílias social e economicamente desfavorecidas”.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB