Seg, 22 Abril 2024

PUB

RODAPE-CONTEUDOS

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Cabeleireira das Fazendas responde por homicídio


Uma ex-cabeleireira de Fazendas de Almeirim que andou quase três anos a monte em Espanha começou a responder no Tribunal de Almeirim pela tentativa de homicídio de um casal de vendedores ambulantes, na quarta-feira, 16 de Maio.

F. A., de 43 anos, optou por não prestar declarações ao colectivo de juízes, que ouviu apenas uma das vítimas, o homem que foi atingido duas vezes, pelas costas.

O início do julgamento marcou o reencontro entre a arguida e António Carmo, que contou em tribunal a sua versão dos factos ocorridos a 3 de Janeiro de 2008.

A ex-cabeleireira e o então companheiro, Henrique Rosário, encontraram-se junto à Adega Cooperativa de Benfica do Ribatejo com o casal de feirantes de Vale da Pedra, Cartaxo, que procurava um terreno para comprar um terreno na zona de Almeirim.

Os quatro acabaram por seguir em carros separados para a propriedade onde ocorreram os factos, próximo da Herdade do Casal Branco.

Segundo António Carmo, não houve qualquer discussão entre os envolvidos antes de ele e a mulher, Maria de Sousa, se despedirem e voltarem costas para abandonar o local. Ao aproximar-se do seu veículo, foi atingido com um disparo de caçadeira nas costas e, antes de tentar fugir, ainda viu a esposa ser atingida com um tiro na face, ficando caída no chão. O homem ainda levou um segundo tiro num braço, mas conseguiu afastar-se e esconder-se na vegetação, junto a um pinheiro, segundo recordou.

Para o Ministério Público (MP), os arguidos já tinham a intenção de roubar o casal quando os atraiu ao terreno, pensando que traziam consigo o dinheiro para fechar o negócio.

F. A. e Henrique Rosário acabaram apenas por roubar cerca de 300 euros em dinheiro e algum ouro, tendo deixado as vítimas para morrer no local.

Henrique Rosário já foi condenado a 10 anos de prisão efectiva.

Fernanda A., sobre quem pendiam mandatos internacionais de captura, só agora começou a ser julgada por ter andado fugida em Espanha.

Está acusada de um crime de homicídio na forma tentada, roubo e detenção de arma proibida.

 

Notícias relacionadas:

Tribunal julga foragida capturada em Espanha

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB