Ter, 16 Abril 2024

PUB

RODAPE-CONTEUDOS

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Problemas ambientais de Alcanena estão a ser resolvidos

alcanena moreiradasilva

 

A conjugação de esforços entre a Câmara de Alcanena, o Governo, os deputados e os utilizadores para a despoluição do rio Alviela, um dos mais poluídos do país, está a começar a dar resultados. Esta foi a grande conclusão da sessão de pública sobre o ponto da situação dos projetos ambientais em curso no concelho de Alcanena, realizada no sábado, 21 de março, em Alcanena.

Na sessão, que contou com as intervenções da presidente da autarquia, Fernanda Asseiceira (PS), do presidente da AUSTRA – Associação de Utilizadores do Sistema de Tratamento de Águas Residuais de Alcanena, Joaquim Inácio, e do Ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva, essa conjugação de esforços foi considerada fundamental para a melhoria da qualidade de vida das populações e para uma maior competitividade das indústrias localizadas no concelho de Alcanena.

A reunião pública começou com a apresentação da Reabilitação da Célula de Lamas Não Estabilizadas, cujos trabalhos vão a meio, estão atualmente em execução ou prestes a realizar a monitorização da qualidade das águas subterrâneas e superficiais e da qualidade do ar; o sistema de desodorização; a remoção total da cobertura flutuante e demolição total do muro periférico da célula; a desidratação e estabilização das lamas; e o transporte das lamas para o Centro Integrado de Recuperação e Valorização e Eliminação de Resíduos.

A Requalificação da ETAR também se traduziu em ganhos ambientais e a obra de remodelação da rede de coletores do sistema de saneamento de Alcanena, cuja empreitada teve início em fevereiro de 2015, é outro dos passos fundamentais para a despoluição do rio. O atual estado do sistema de Alcanena, com mais de 25 anos, apresenta elevadas concentrações de sulfuretos e mistura de águas residuais domésticas, industriais pré-tratadas e pluviais. Os coletores apresentam-se colapsados, conduzindo a derrames para terrenos confinantes e para o meio hídrico, o que, aliado à degradação das câmaras de visita, contribui para a perda de eficiência no processo de tratamento.

No total, serão intervencionados 25 km de coletores (novos ou a reabilitar), prevendo-se a conclusão da empreitada, iniciada a 18 de fevereiro de 2015, para 14 de dezembro de 2015.

A anteceder esta sessão, o Ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva, e o Secretário de Estado do Ambiente, Paulo Lemos, efetuaram uma visita à ETAR de Alcanena.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB