Sex, 23 Fevereiro 2024

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias.

Plano de contingência da DGS para o Verão apresentado em Alpiarça

Graça Freitas e Sónia Sanfona fizeram duas das intervenções do dia

O plano de contingência da Direção Geral de Saúde (DGS) para o Verão foi apresentado esta quarta-feira, 22 de junho, na Casa dos Patudos, em Alpiarça. Junta duas dezenas de entidades e contempla os riscos das altas temperaturas, da elevada concentração de população em determinadas zonas do país, dos comportamentos de risco e da covid-19.


A apresentação do plano foi feita pela directora-geral da Saúde, Graça Freitas, que salientou a importância de realizar campanhas para a prevenção de situações que aumentam o risco de doenças ou de acidentes nesta época do ano.

“O pior que pode acontecer é adoecer ou ter acidentes em Agosto”, quando se está de férias e longe do centro de saúde ou hospital, alertou a responsável, salientando a importância da informação recebida dos diversos parceiros, cerca de duas dezenas, para a tomada das “melhores decisões” e para comunicar “com clareza” com as populações.

A diretora-geral da Saúde, que esteve em Alpiarça acompanhada de vários responsáveis do setor e do secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, revelou ainda os dados de um estudo em que se ficou a saber que o típico “bacalhau à Brás” leva muita gente às urgências no Verão.

As campanhas do programa “Juntos por um Verão seguro 2022” abordam temas como os cuidados em viagem, a necessidade de hidratação, a prevenção de acidentes e de consumos aditivos. Situações como afogamentos, lesões provocadas por mergulhos, intoxicações alimentares, infecções por transmissão sexual, são igualmente habituais nesta época do ano.

Na sessão realizada em Alpiarça, a presidente da Câmara de Alpiarça Sónia Sanfona, apontou a importância de “mensagens claras”, pois as pessoas “tendem a cumprir o que lhes faz sentido”. “É essencial que as populações se sintam seguras e que tenham confiança nos serviços que o Estado assegura”, disse.

Uma resposta

  1. Querida Dra. todos os Portugueses têm todos os dias muito cuidado para não ficarem doentes, o SMS tem vindo sempre a ficar pior, pois não se investe na saúde com garra. Cada vez existem menos profissionais e os que existem não tem condições para exercer a sua profissão com a dignidade que os doentes merecem, também não nos podemos esquecer dos seus honorários.
    Quanto ao bacalhau à Brás! Os Portugueses não têm dinheiro para o confecionar. Não é o Bacalhau à Brás que faz mal. O que adoece mesmo os Portugueses é a falta de dinheiro para os ingredientes, bacalhau, ovos, batatas, azeite, cebola… Se não há Bacalhau à Brás também não vão existir doenças.
    Quanto aos acidentes! Também não se preocupe, os combustíveis todos os dias sobem, os Portugueses também não tem dinheiro para passarem férias no seu País.
    Como vê não há razões para preocupações, tudo neste momento para os Portugueses é uma grande tristeza!
    Resta-me desejar-lhe Boas Férias!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Uma resposta

  1. Querida Dra. todos os Portugueses têm todos os dias muito cuidado para não ficarem doentes, o SMS tem vindo sempre a ficar pior, pois não se investe na saúde com garra. Cada vez existem menos profissionais e os que existem não tem condições para exercer a sua profissão com a dignidade que os doentes merecem, também não nos podemos esquecer dos seus honorários.
    Quanto ao bacalhau à Brás! Os Portugueses não têm dinheiro para o confecionar. Não é o Bacalhau à Brás que faz mal. O que adoece mesmo os Portugueses é a falta de dinheiro para os ingredientes, bacalhau, ovos, batatas, azeite, cebola… Se não há Bacalhau à Brás também não vão existir doenças.
    Quanto aos acidentes! Também não se preocupe, os combustíveis todos os dias sobem, os Portugueses também não tem dinheiro para passarem férias no seu País.
    Como vê não há razões para preocupações, tudo neste momento para os Portugueses é uma grande tristeza!
    Resta-me desejar-lhe Boas Férias!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Notícias Relacionadas

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB